Clique aqui e veja as últimas notícias!

INVESTIMENTO

Corpo de Bombeiros recebe sete novas viaturas de parceria entre Governo e bancada federal

Recursos de R$1,8 milhão são provenientes de emendas de Senadores e Fundo Especial da Saúde
23/11/2020 15:02 - Da Redação


Mais de R$ 1,8 milhão foram investidos na aquisição de sete viaturas novas para o Corpo de Bombeiros de Mato grosso do Sul. Com recursos do Fundo Especial da Saúde (FESA) e de emendas parlamentares federais, o Governo do Estado entregou os veículos na manhã desta segunda-feira (23). 

Os veículos do modelo furgão são equipados como unidades de resgate, utilizadas no atendimento de vítimas de acidentes. Três delas ficarão em Campo Grande e quatro irão para o interior: Aquidauana, Ivinhema, Jardim e Três Lagoas.

Acompanhe as últimas notícias do Correio do Estado

De acordo com o governador, Reinaldo Azambuja, na hora da entrega das chaves aos bombeiros, “essa é uma amostra de boa relação entre governo do estado e bancada Federal”. 

A representante, senadora Simone Tebet, pontuou que os investimentos no Corpo de Bombeiros refletem diretamente na sociedade, já que são os militares que “salvam vidas e resgatam as pessoas nas cidades e no campo”. 

Das sete unidades de resgate entregues para os municípios, quatro foram compradas com recursos do FESA e três com dinheiro de emendas parlamentares. 

Presente na solenidade no Quartel do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros, o ex-senador e atual secretário especial de Relações Institucionais e Assuntos Estratégicos do Governo de Mato Grosso do Sul no Distrito Federal, Pedro Chaves, também falou sobre os investimentos. 

“O Corpo de Bombeiros é a organização mais importante e aclamada desse País, com rejeição zero. Tenho certeza que esse esforço do Governo do Estado com a bancada federal para mais recursos para a instituição vai continuar”, falou.

Na próxima semana, mais cinco unidades de resgate serão entregues ao Corpo de Bombeiros, informou o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira.