Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE 121 ANOS

Pela primeira vez, aniversário de Campo Grande não terá comemoração

Pandemia da Covid-19 impossibilitou realização de desfile cívico e prefeitura optou por não fazer eventos
24/08/2020 19:29 - Daiany Albuquerque


Pela primeira vez Campo Grande não comemorará o seu aniversário com a população. 

Por conta da pandemia da Covid-19, nenhum evento tradicional será feito, apenas uma programação especial para o autocine, para manter o protocolo de biossegurança.

De acordo com a assessoria da prefeitura de Campo Grande, “por razão do momento excepcional da pandemia do novo coronavírus, não haverá programação oficial de aniversário da cidade, já que todas as ações do município estão concentradas ao combate e prevenção da Covid-19”.

O aniversário é comemorado no dia 26 de agosto, e este ano Campo Grande faz 121 anos de existência. 

Diferente dos anos anteriores, o tradicional desfile cívico sequer foi cogitado por conta da emergência em saúde que trouxe a doença.

No ano passado o desfile reuniu 15 mil pessoas na plateia e 54 entidades tiveram participação na festa. 

Como a Rua 14 de Julho estava em reforma, o evento ocorreu na Rua 13 de Maio. 

Este seria o primeiro ano de desfile a ser realizado na nova 14, que foi repaginada pelo Reviva Campo Grande.

AUTOCINE

Porém, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur) fez uma programação especial para ser exibido no autocine, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). 

Os filmes especiais serão exibidos hoje e na quarta-feira.

Haverá também o 1º Lançamento Literário Drive-in nesta terça-feira, às 19h, uma ação inédita em todo o Estado que homenageia a professora Glorinha de Sá Rosa por meio do livro “A Glória desta Morena”, uma publicação com cinco textos inéditos de Maria da Glória Sá Rosa, publicações de 29 autores convidados e organização de Sylvia Cesco. Na oportunidade o livro será vendido a R$ 45,00. 

Já no dia do aniversário serão exibidos dois filmes. Às 18h passará “Beth e Betinha”, com duração de 18 minutos. 

Já às 20h será a vez da produção “A dama do rasqueado, Delinha”, com 75 minutos de duração. A entrada é gratuita.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!