Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM

Pelo segundo dia seguido, Campo Grande não tem novos casos de Covid-19

Estado tem dez pacientes com novo coronavírus internados em leitos de UTI
09/04/2020 11:13 - Ricardo Campos Jr


 

Campo Grande não teve casos confirmados da Covid-19 pelo segundo dia consecutivo. Todos os pacientes que testaram positivo para a doença de ontem até as 10h desta quinta-feira (9) são do interior: um em Dourados, dois em Chapadão do Sul e um em Nova Andradina.

Isso eleva para 89 o número de contaminados em Mato Grosso do Sul. Desses, 37 já foram considerados curados.

Dos 52 pacientes restantes, 36 cumprem isolamento em casa e 16 estão internados: seis em enfermarias e dez em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Desses casos mais graves, três estão na rede pública de Saúde e sete em hospitais particulares.

O Estado só teve duas mortes até o momento: duas idosas de Batayporã. O boletim é divulgado em transmissão ao vivo pelo Facebook. O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, e a adjunta Christine Maymone reforçaram que o novo coronavírus ainda não está controlado.

“É muito importante que fique em casa. Nós da Saúde agradecemos sua generosidade e dedicação em nos ajudar a controlar a pandemia”, disse Christine.

Mato Grosso do Sul continua em penúltimo lugar no ranking que monitora o cumprimento das medidas de isolamento social. O sistema usa dados dos celulares da população para descobrir quem está saindo de casa.

“Estamos disputando o desonroso último lugar com Tocantins. Queremos fazer um apelo à população que volta a frequentar os locais na cidade, que volta a andar e sair de casa e que não estão mantendo as regras mencionadas pelos meios de comunicação: estamos muito preocupados com a possibilidade da expansão da doença em Mato Grosso do Sul”, disse Resende.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.