Cidades

TABAGISMO

Pesquisa joga luz sobre dependência do cigarro

Pesquisa joga luz sobre dependência do cigarro

ESTADÃO

01/02/2011 - 01h30
Continue lendo...

Em uma pesquisa que sugere um novo alvo para terapias contra o tabagismo, cientistas americanos identificaram uma via cerebral que regula a vulnerabilidade dos indivíduos às propriedades da nicotina que causam dependência.

 A descoberta, feita por cientistas do Instituto de Pesquisa Scripps, na Flórida (EUA), foi publicada pela revista Nature. O trabalho examinou os efeitos de uma parte de um receptor, uma proteína à qual se ligam determinadas moléculas sinalizadoras, que responde à nicotina no cérebro. Os cientistas também determinaram que a tendência ao tabagismo pode ser herdada: mais de 60% do risco de se tornar dependente da nicotina pode ser atribuído a fatores genéticos.

Em experiências com animais, os pesquisadores descobriram que os indivíduos com uma mutação genética que inibe essa subunidade do receptor consumiram muito mais nicotina que o normal. Esse efeito pode ser revertido com o aumento da expressão da mesma subunidade.

"Esses dados estabelecem um novo cenário para a compreensão das variáveis que motivam o consumo de nicotina e das vias cerebrais que regulam a vulnerabilidade à dependência do tabaco", disse o coordenador do estudo, Paul Kenny.

O estudo se concentrou na subunidade alfa-5 do receptor de nicotina, em uma via do cérebro conhecida como trato habenulo-interpeduncular. A descoberta sugere que a nicotina ativa os receptores que contêm essa subunidade na habênula, desencadeando uma resposta que atua para diminuir o desejo de consumir mais a droga. "Não era esperado que a habênula e as estruturas cerebrais nas quais ela se projeta tivessem um papel tão profundo no controle do desejo de consumir nicotina", disse a pesquisadora Christie Fowler. Os resultados, de acordo com ela, podem explicar dados recentes que mostram como indivíduos com variação genética na subunidade alfa-5 do receptor nicotínico são muito mais vulneráveis à nicotina e mais propensos a desenvolver doenças associadas ao fumo.

As informações são da Agência Fapesp.

Parando de fumar

Outra pesquisa, feita na Universidade de Michigan (EUA) e publicada na revista Health Psychology, sugere que a atividade cerebral pode ajudar a avaliar a determinação de um fumante em largar o cigarro.

O estudo foi feito por meio de análises de tomografias de 28 fumantes que tentam abandonar o vício. As imagens registraram uma região do córtex vinculada às mudanças de comportamento enquanto os voluntários eram expostos a mensagens sobre deixar de fumar.

O resultado foi que as pessoas cujo cérebro manifestava mais atividade durante a difusão das imagens estavam significativamente mais inclinadas a reduzir o fumo.

VACINA

Neste fim de semana, shoppings e supermercados realizam plantão de vacinação

Vale lembrar que todas as vacinas do calendário estarão disponíveis, incluindo a gripe, poliomielite e a Covid-19

21/06/2024 18h01

Neste fim de semana, shoppings e supermercados realizam plantão de vacinação

Neste fim de semana, shoppings e supermercados realizam plantão de vacinação

Continue Lendo...

Boa notícia para quem precisa colocar o calendário vacinal em dia! Neste fim de semana, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), realiza ações itinerantes em shoppings e supermercados para vacinação. Vale lembrar que todas as vacinas estarão disponíveis, incluindo a da gripe, poliomielite e Covid-19.

A secretária municipal de Saúde, Rosana Leite de Melo, destaca a importância de aproveitar o fim de semana para se vacinar. "A imunização é fundamental para proteger nossa comunidade contra várias doenças", enfatiza.

Rosana também explica que diversas estratégias para facilitar o acesso às vacinas estão sendo realizadas, como os plantões no fim de semana. "Vacinar-se não é apenas um ato individual, mas um gesto de responsabilidade coletiva. Contamos com a colaboração de todos para prevenir surtos e manter a saúde pública", conclui.

Durante a semana, as vacinas estão disponíveis em todas as 74 unidades de saúde de família, espalhadas pelas sete regiões urbanas e distritos do município.

Confira abaixo a programação: 

Sábado, 22 de junho: 

  • E.M Senador Rachid Saldanha Derzi, no Jardim Noroeste

Horário: 8h às 13h

  • Pátio Central Shopping

Horário: 8h às 16h30

  • Fort Três Barras

Horário: 8h às 16h30

Domingo, 23 de junho

  • Shopping Norte Sul Plaza

Horário: 11h às 19h

 

Seco demais

Inmet amplia o alerta de baixa umidade do ar para todos os municípios de MS

Nos últimos dias, grande parte do estado tem enfrentado um tempo extremamente seco, o que pode causar problemas de saúde.

21/06/2024 17h45

Sol predomina e calorão com o tempo extremamente seco continua neste final de semana.

Sol predomina e calorão com o tempo extremamente seco continua neste final de semana. Gerson Oliveira/Correio do Estado

Continue Lendo...

Mais uma vez, os sul-mato-grossenses estão sofrendo com o tempo seco que tem castigado a população nas últimas semanas. Preocupado com a baixa umidade do ar, o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) ampliou o alerta laranja de perigo potencial para umidade baixa em Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira (21). Segundo o aviso, a umidade do ar pode variar entre 12% e 20%.

Conforme o alerta do Instituto, a baixa umidade é potencial para riscos de incêndios e para a saúde, provocando ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz. O alerta do Inmet é válido para todas as cidades de Mato Grosso do Sul. 

Instruções:

  • Beba bastante líquido.
  • Evite desgaste físico nas horas mais secas.
  • Evite exposição ao sol nas horas mais quentes do dia.
  • Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiro 

Na tarde de ontem (20), a reportagem do Correio do Estado conversou com o meteorologista do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), Vinicius Sperling, sobre a baixa umidade do ar. O tempo extremamente seco, com umidade em 19%, chamou a atenção da população e acendeu o sinal de alerta entre os meteorologistas.

"Normalmente estas umidades muito baixas são diagnosticadas entre julho e agosto, mas já estamos vivendo o tempo seco no mês de junho. Neste caso, é muito preocupante de acordo com dados meteorológicos que podemos enfrentar nos próximos meses. Não dá para analisar o que pode acontecer no futuro", relatou. 

Segundo Sperling, nas próximas semanas os sul-mato-grossenses precisam ter muita atenção com a saúde e cuidados para enfrentar o tempo seco. A estratégia de usar toalhas molhadas em casa e beber bastante líquido é de extrema importância, mas outros fatores podem causar sérios problemas de saúde, como as queimadas em vegetação.  

"A hidratação é de extrema importância nesses dias, mas o meu apelo é para que a população evite ignição, ou não colocar fogo em vegetação. Esse tempo seco e o vento é tragédia á vista, principalmente para gente que vai inalar toda essa fumaça tóxica", 

Como se prevenir nesse tempo seco

Não temos o poder de controlar o clima, mas existem diversas medidas preventivas que preservam a nossa saúde e geram bem-estar, principalmente, quando o tempo está seco. Conheça algumas recomendações relevantes.

Cuidados pessoais

  • Aplique soro fisiológico no nariz e nos olhos para evitar ressecamento;
  • beba muita água durante o dia, mesmo que não sinta sede;
  • não coloque as mãos na boca, nariz e olhos;
  • pratique exercícios físicos antes das 10h e após as 16h para proteger-se do sol;
  • use cosmético com protetor solar para hidratar e proteger a pele;
  • aproveite o vapor da água do banho para lubrificar as narinas respire fundo.
  • Cuidados com o ambiente
  • Evite aglomerações e a permanência em locais fechados e com baixa circulação de ar;
  • deixe a casa sempre limpa e arejada. A sombra excessiva e o tempo seco favorecem a proliferação de ácaros e fungos em móveis, cortinas, carpetes e tapetes. Por isso, abra as janelas e deixe o sol bater por um tempo dentro dos cômodos;
  • não use vassouras que espalham pó por onde passam, prefira aspiradores ou panos úmidos;
  • ligue os ventiladores de teto no sentido contrário para puxar o ar para cima. Ligados para baixo, espalham poeira e contaminam o ar;
  • não queime lixo e mato para não prejudicar a saúde das pessoas ou provocar queimadas.

 Assine o Correio do Estado     

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).