Clique aqui e veja as últimas notícias!

UFGD

Pesquisa monitora presença de coronavírus em doadores de sangue assintomáticos

Objetivo é detectar antecipadamente o vírus para evitar a contaminação por transfusão
06/12/2020 18:27 - Glaucea Vaccari


Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) iniciou uma pesquisa para detectar a presença de Sars-CoV-2 (coronavírus) em doadores de sangue assintomáticos.

Objetivo é detectar antecipadamente o vírus para evitar a contaminação por transfusão de sangue.

Acompanhe as últimas notícias

Projeto em andamento foi aprovado em edital da Secretaria Estadual de Saúde (SES) em parceria com o Ministério da Saúde.

Pesquisadores realizam testes nos doadores de sangue no Hemocentro de Dourados que não apresentam sintomas, devido a possibilidade de serem assintomáticos.

Coordenadora do projeto, Herintha Coeto  Neitzke-Abreu, afirmou que serão realizados testes RT-PCR, conhecido como swab nasal, para detectar se o doador tem o vírus ativo, e também o teste sorológico, para pesquisa de anticorpos.

“Queremos verificar se esses doadores de sangue podem estar com o Sars-CoV-2 e evitar a transmissão transfusional”, explica.

Após as coletas, as amostras serão processadas e os testes realizados no  Laboratório de Pesquisa em Ciências da Saúde da Universidade (LPCS/UFGD).

Pesquisadores direcionam os estudos na busca do entendimento do vírus, com intuito de propor ações para conter a disseminação da doença.

Prazo para execução da pesquisa é de 2 anos, no entanto, devido à atual situação da pandemia, expectativa é que a pesquisa seja concluída até o fim de 2021.

Conforme boletim divulgado neste domingo (6), Mato Grosso do Sul tem 105.233 casos confirmados e 1.833 mortes por Covid-19. Do total, 90.921 estão recuperados, 11.893 estão em isolamento domiciliar e 576 internados.