Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESTUDO

Pesquisa testa homeopáticos como prevenção da Covid-19

Funcionários de posto de saúde irão tomar o remédio e serão monitorados
19/05/2020 10:42 - Ricardo Campos Jr


 

Pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul vão testar um remédio homeopático na prevenção da Covid-19. O projeto já foi aprovado pela instituição e aguarda aval da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), já que ele será realizado junto aos servidores da Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) do Jardim Marabá.

O médico doutor em Ciências da Saúde e coordenador da residência em homeopatia do Hospital Universitário (HU), Joaquim Dias da Mota Longo, está à frente do estudo.

“A ideia surgiu a partir de outros projetos semelhantes em Minas Gerais e Santa Catarina. Nos perguntamos: por que não darmos a nossa contribuição? Então vamos testar esse medicamento, que já foi considerado em estudos da Associação Médica Homeopática Brasileira e que tem efeitos na prevenção da doença e isento de efeitos colaterais”, explicou ao Correio do Estado.

Longo alerta que a substância não é a cura milagrosa e tampouco torna as pessoas imunes ao novo coronavírus. Máscaras, lavagem das mãos, isolamento social e todas as outras medidas recomendadas pelos órgãos da Saúde devem ser seguidas.

O remédio homeopático em questão seria um “plus”, que reforçaria o sistema imunológico do indivíduo para que ele, caso venha a ser contaminado, aumente as chances de sofrer manifestação mais leve da Covid-19.

Para evitar uma busca desenfreada pelo produto, o médico não irá divulgar o nome dele.

“Acreditamos que as pessoas que tomarem o medicamento terão doença mais branca, mas ainda é preciso entender que é necessário procurar assistência médica tradicional, seguir as orientações. Sozinha, a substância não vai resolver. Além disso, estamos em fase de experimentação”, disse Longo.

COMO VAI SER?

Profissionais do posto de saúde irão receber gratuitamente o produto e serão orientadas a quantas vezes deverão usá-lo diariamente.

“Vamos trabalhar com pessoas sadias que correm o risco de contrair a doença. Semanalmente elas serão acompanhadas pelos participantes do projeto através do celular e visitas domiciliares para sabermos do estado de saúde delas”, explicou o médico homeopata.

Ainda não há previsão de quando a Sesau irá liberar a autorização para o início da pesquisa.

UNIDOS CONTA O CORONAVÍRUS

Este projeto faz parte de uma série de iniciativas de cientistas da UFMS para ajudar no combate, prevenção e tratamento da doença.

 

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...