Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Planos de saúde terão de oferecer mais seis exames de detecção do coronavírus; veja a lista

Até o momento, apenas o exame padrão ouro constava na lista de obrigações da ANS
28/05/2020 16:49 - Eduardo Miranda


Você tem plano de saúde e se enquadra em situações em que tem sintomas ou mesmo teste positivo para a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus? Saiba que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluiu nesta semana, mais seis exames que auxiliam na detecção do vírus na lista de cobertura obrigatória dos planos de saúde. Agora, só cabe a você, cliente, cobrar da operadora.  

A resolução passou a valer nesta quarta-feira (27), depois de publicada no Diário Oficial da União. Os novos testes incluídos podem ajudar os profissionais de saúde a valer-se da conduta certa na hora certa, informou a ANS, salvando vidas em situações limítrofes, que dependem de abordagens terapêuticas específicas.  

Os novos exames que os planos de saúde são obrigados a cobrir são:

* Dímero D (dosagem): Trata-se de procedimento já obrigatório pelos planos de saúde, porém, ainda não era utilizado para casos relacionados à Covid-19. Conforme a Anvisa, é fundamental para diagnóstico e acompanhamento do quadro trombótico e tem papel importante na avaliação prognóstica na evolução dos pacientes infectados pelo coronavírus.  

* Procalcitonina (dosagem): Recomendado entre as investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves de Covid-19. O procedimento auxilia na distinção entre situações de maior severidade e quadros mais brandos da doença.  

* Pesquisa rápida para Influenza A e B e PCR em tempo real para os vírus Influenza A e B: São os testes são indicados para diagnóstico da Influenza (a famosa gripe). A proposta consiste na incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para otimizar o arsenal diagnóstico disponível. A pesquisa rápida é recomendada para investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves. O diagnóstico diferencial é importante, pois a influenza também pode ser causa de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS).  

* Pesquisa rápida para Vírus Sincicial Respiratório e PCR em tempo real para Vírus Sincicial Respiratório: Tratam-se de testes indicados para diagnóstico da infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR). A proposta consiste na incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para aprimorar as possibilidades. O teste rápido para o VSR é útil no diagnóstico diferencial de Covid-19 em crianças com infecção viral grave respiratória.

 

O presidente da ANS, Rogério Scrarabel, disse que está atento à evolução no tratamento da doença, e nos protocolos adotados pelo Ministério da Saúde. “Observamos que alguns testes destinados à atenção de pacientes graves, que podem impactar na conduta terapêutica, não estavam listados no rol de coberturas mínimas dos planos de saúde ou, quando já incluídos, não contemplavam pacientes com quadro suspeito ou confirmado da Covid-19. Dessa forma, estamos incluindo esses exames para ampliar as possibilidades de diagnóstico e, assim, buscar uma resposta mais rápida e efetiva para salvar vidas”, explica o diretor-presidente substituto da ANS, Rogério Scarabel.  

TESTE PADRÃO  

Esta é a segunda inclusão extraordinária de procedimentos relacionados ao novo Coronavírus no Rol de Procedimentos da ANS. Desde o dia 13/03, os planos de saúde são obrigados a cobrir o exame Pesquisa por RT-PCR, teste laboratorial considerado padrão ouro.

 
 

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!