Clique aqui e veja as últimas notícias!

MINA DE OURO

Polícia Federal apreende R$ 1,6 milhão em reais, libras esterlinas e euros em operação Mineração de Ouro

Ação apura envolvimento de conselheiros do Tribunal de Contas e servidores em fraudes em licitações, desvio de recursos e superfaturamento de obras
08/06/2021 15:45 - Mariana Moreira


A Polícia Federal (PF) apreendeu R$ 1.684.000 milhão em reais, dólares, libras esterlinas e euros na ação Mineração de Ouro, deflagrada na manhã desta terça-feira (8), em Campo Grande, Sidrolândia e Brasília.

Além da pilha de cédulas de diferentes países, a operação que contou com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e da Receita Federal teve como alvo os Conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE-MS), Osmar Jeronymo, Waldir Neves e Ronaldo Chadid. 

Os servidores são investigados por suspeita de envolvimento em fraudes relacionadas a licitações, obras superfaturadas, desvios de verbas, peculato, corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Últimas Notícias

O irmão de Waldir Neves, Vanildo Neves, também teve o escritório vasculhado pela Polícia Federal no cumprimento de um dos mandados. No local, funciona a Mineradora Betione, que também foi revistada.

No primeiro endereço revistado pela Polícia Federal, foram apreendidos R$ 889.660, US$ 7.272 (dólares), £ 200 (libras) e € 4.500 (euros).

No segundo local, os policiais federais acharam R$ 729.600 em espécie. 

Outros conselheiros e servidores também são alvos, mas os nomes não foram divulgados.  

As investigações da ação Mineração de Ouro tiveram início a partir de telefonemas interceptados durante a operação Lama Asfáltica.