Cidades

INVESTIGAÇÃO

Polícia não tem pistas do paradeiro de piloto desaparecido há 20 dias

Reverson Luis desapareceu em 13 de dezembro, quando sobrevoava fazenda em MS

GABRIEL MAYMONE

02/01/2016 - 16h00
Continue lendo...

20 dias depois do desaparecimento do piloto agrícola Reverson Luis Bonan, de 38 anos, a polícia ainda não tem pistas sobre seu paradeiro. Reverson desapareceu em 13 de dezembro, dia em que realizou um voo em uma fazenda de Ponta Porã (MS) – distante 329 km da Capital -.

Residente em Cuiabá (MT), a esposa do piloto, a produtora de eventos Adriana Cristina da Silva, de 35 anos, segundo reportagem do G1, está divulgando o caso, na tentativa de colaborar com as investigações.

Segundo a mulher, no dia em que Reverson desapareceu, os dois conversaram pelo WhatsApp e ele teria relatado o acidente, informando ter sofrido ferimento na costela. Segundo Adriana, depois desse dia, ela tentou novo contato com o marido, mas sem sucesso.

Adriana disse ao G1 que teria recebido mensagens oriundas do Paraguai que ele teria morrido no acidente aéreo. "Queremos divulgar pra ver se surge alguma pista. Meu filho chama pelo pai todo dia", relatou.

A Polícia também já admitiu a possibilidade de Reverson estar em território estrangeiro, mas, segundo Adriana, a família não tem recebido qualquer informação sobre o andamento das investigações.

Procurado

Polícia Civil procura idoso que estuprou criança durante anos no interior de MS

Conforme informações da polícia, o acusado foi flagrado abusando de uma criança de 10 anos, na área urbana de Novo Horizonte do Sul. Até o momento, segue foragido.

12/06/2024 17h40

Divulgação/ Redes Sociais

Continue Lendo...

Francisco João Pereira, de 65 anos, conhecido como Valmir, é procurado pela Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, acusado de estupro contra uma criança de 10 anos, no município de Novo Horizonte do Sul, a 338 quilômtros de Campo Grande. 

Conforme informações da polícia, o crime aconteceu na área urbana do município no dia 2 de maio, quando o idoso de 65 anos, teria sido flagrado praticando atos libidinosos com uma criança de 10 anos. 

A Polícia Civil, por intermédio das delegacias de Ivinhema e Novo Horizonte do Sul, identificou um homem, acusado de estupro de vulnerável. Os fatos ocorreram no dia 02/05/2024, no período vespertino, na área urbana da cidade de Novo Horizonte do Sul.

Segundo consta, o homem de 65 anos, teria sido flagrado praticando atos libidinosos com a criança de 10 anos de idade.Após os fatos, pelo que se apurou, veio à tona que os abusos eram praticados desde que a criança tinha cinco anos de idade.

Para que ela não contasse nada a ninguém, o idoso lhe dava presentes e ameaçava que ia abandonar ela em uma estrada. Diante disso, a autoridade policial representou pela prisão preventiva dele, que, após manifestação favorável do Ministério Público, foi decretada pelo Poder Judiciário.

O idoso se encontra foragido e a Polícia Civil solicita apoio da população para encontrá-lo.  

Divulgação/ Polícia Civil 

Quem tiver qualquer informação acerca do paradeiro do suspeito, Francisco João Pereira, 65 anos de idade, conhecido como Valmir, poderá realizar denúncia anônima por meio do whatsapp (67) 99208-9491.

 Assine o Correio do Estado  

CRIME ORGANIZADO

Bem vestidos, ladrões do apartamento de Azambuja não usaram armas e enganaram porteiro

Quadrilha já é conhecida pelo modo de atuar em diversos estados brasileiros. No momento, os três bandidos estão presos e poderão responder por furto qualificado e associação criminosa.

12/06/2024 16h45

Bem vestidos, ladrões que furtaram apartamento de Azambuja não usaram armas e enganaram porteiro

Bem vestidos, ladrões que furtaram apartamento de Azambuja não usaram armas e enganaram porteiro Gerson Oliveira

Continue Lendo...

Os três bandidos, presos pelo furto no apartamento do ex-governador Reinaldo Azambuja, não sabiam a quem pertencia o local e que furto foi realizado ‘na sorte’. Bem vestidos, eles enganaram o porteiro e conseguiram entrar.

A informação foi revelada na tarde desta quarta-feira (12) pelos delegados Pedro Henrique Cunha e Roberto Guimarães, em coletiva de imprensa na Delegacia Especializada em Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras).

“A vítima foi coincidência, não teve nada a ver com a vítima, com a pessoa da vítima, isso aí já está bem claro para nós”, disse Cunha.

A quadrilha já cometeu crimes em outros seis estados brasileiros, sendo eles: Bahia, Espírito Santo, São Paulo, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 

Delegados, informam sobre andamento de investigações

Em todas ações, o esquema era o mesmo, os bandidos escolhiam uma cidade, pesquisavam no ‘Google’ por apartamentos de alto padrão e iam até o local muito bem vestidos, lá, conseguiam entrar fingindo ser outras pessoas, enganando o porteiro e batiam de porta em porta - sempre do último andar, até o primeiro, aquele apartamento que não tivesse alguém na hora, era o ‘escolhido’. 

Com isso, eles arrombavam a porta com chutes para não deixar sinais e colocavam os pertences em bolsas, mochilas, sacolas, da própria vítima, tudo de forma discreta, simples, silenciosa e rápida. Após o crime, os ladrões fugiam da cidade no mesmo dia, desta forma, viravam ‘fantasmas’ - ninguém os seguia, até a vítima perceber o furto.

Ainda segundo os delegados, a quadrilha age focada apenas no furto, não carregam armas de fogo, nem armas brancas. Para a captura, o Garras conseguiu monitorá-los através de câmeras, onde identificaram o carro que estavam utilizando. A partir daí, organizaram um serviço de inteligência para monitorar por onde o carro passou, localizando-o no município de São Paulo. 

Com essa informação, o Garras em parceria com a Polícia Civil do Estado de São Paulo, mobilizou uma equipe para se dirigir ao Estado - tendo em vista a situação de perseguição ininterrupta, foi possível a captura em flagrante desses indivíduos e a recuperação de parte dos bens que foram furtados. 

Os três bandidos atualmente estão presos em Campo Grande, e possuem de 20 a 30 anos, eles estão a disposição da justiça, e poderão responder por furto qualificado e associação criminosa.

O crime

O ex-governador e presidente do PSDB de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, teve seu apartamento invadido neste final de semana, em Campo Grande. Conforme informações da polícia, objetos pessoais e joias foram levados pelos criminosos. Azambuja se encontrava no município de Maracaju, em agenda do partido ao lado de Eduardo Riedel.

De acordo com informações apuradas pelo Correio do Estado, o furto foi descoberto na tarde de ontem (9), quando equipes da Polícia Civil foram acionadas no condomínio. Segundo testemunhas, policiais foram vistos na manhã de hoje (10) analisando o circuito de segurança.

A reportagem tentou contato com Reinaldo Azambuja, que preferiu não comentar sobre o assunto.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).