Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ALTERAÇÕES

Polícia Rodoviária Federal restringe entrada de estrangeiros pelas rodovia

Novas orientações estão ligadas ao tráfego de veículos interestaduais, intermunicipais e fronteiriços.
24/03/2020 13:48 - Camila Andrade Zanin


A Polícia Rodoviária Federal está atuando nas rodovias federais para restringir o número de estrangeiros vindos de países vizinhos do Mato Grosso do Sul, em decorrência a pandemia do coronavírus (Covid-19). O estado faz fronteira com a Bolívia e com o Paraguai, locais onde o Governo Federal já havia fechado as fronteiras. Muitas dúvidas estão ligadas ao que está permitido ou não no tráfego das rodovias federais.

As orientações informadas pela assessoria de imprensa do órgão estão ligadas especificamente com a fiscalização nas rodovias, e o tráfego de veículos interestaduais, intermunicipais e fronteiriços. A PRF preservará a livre circulação dos usuários das rodovias federais de todo país. Até o momento, não há orientações de que interromper o tráfego seja uma forma de prevenção. Desse modo, não há interrupção de circulação de veículos nas BRs interestaduais e intermunicipais.

Cumprindo as determinações estabelecidas pelo Governo Federal, a PRF passa a restringir a entrada de estrangeiros vindos dos países vizinhos nas rodovias federais. Há regras específicas para brasileiros, transporte rodoviários de cargas, e ações humanitárias. O fluxo de veículos de carga continua normal pelas BRs de todo país. Por mais que haja agora um bloqueio nas fronteiras com países vizinhos, essa regra não atinge os veículos de carga, desde que estejam dentro da legislação vigente.

Os serviços de fiscalização da PRF nas rodovias dos estados continuarão normalmente, de modo a garantir a segurança nas estradas e continuar o combate à criminalidade.  Dessa forma, aquelas pessoas que por necessidade extrema, precisarem circular pelas BRs devem continuar atentos às normas de trânsito, pois multas serão aplicadas caso seja necessário.

As fiscalizações com bafômetro continuarão a acontecer. Os agentes operadores do objeto utilizado no teste, o etilômetro, deverão obrigatoriamente utilizar equipamentos de segurança como, máscaras, luvas, higienizar as mãos e o equipamento antes e depois de cada procedimento. Vale lembrar que, além da higienização, os bocais plásticos do aparelho são descartáveis.

 
 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.