Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CIDADES

Eleições 2020: População segue medidas de biossegurança durante eleição

Apesar da autorização da Justiça Eleitoral para que mesários retirassem eleitores que não seguissem as regras, população seguiu a risca
16/11/2020 08:48 - Ana Karla Flores


As regras de biossegurança em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) foram respeitadas durante as eleições municipais que ocorreram neste domingo (15). Apesar de os mesários terem autorização da Justiça Eleitoral para retirar eleitores que não seguissem as regras, a população mostrou engajamento e foi não só de máscara, mas com álcool em gel e suas próprias canetas, tudo para evitar uma possível contaminação.  

Secretária de seção na Escola Danda Nunes, Andrea de Siqueira Nunes se surpreendeu com o comportamento da população, que evitou ao máximo as aglomerações durante a votação. “Eu estou até estranhando, porque está bem tranquilo”, afirmou durante entrevista na manhã de ontem.  

Treinamento

Danda explicou que os mesários receberam um treinamento para possíveis adversidades, como desrespeito às regras e aglomerações, mas, no fim, não foi preciso colocá-lo em prática. “Tudo está sendo muito rápido, os eleitores estão elogiando, foi uma das vezes em que a votação foi mais rápida, com filas de no máximo três ou quatro pessoas”.

Com a pandemia, novas regras de biossegurança foram estabelecidas, como levar a própria caneta, que não era obrigatório, mas evitou que muitas pessoas utilizassem a mesma para assinar. Já o uso da máscara era obrigatório e os mesários tinham o direito de barrar a entrada de quem desrespeitasse a regra, uma vez que a orientação foi dada pela Justiça Eleitoral.  

Nos colégios eleitorais, nas filas também deveria ser respeitado o distanciamento mínimo de 1,5 metro, bem como ter disponível álcool em gel para os eleitores.

Nas escolas que o Correio do Estado visitou, o movimento foi baixo, com várias sessões vazias e filas de no máximo quatro pessoas. “Aqui está muito tranquilo, parado, sem fila. Todos trouxeram caneta, documento, não entraram com celular e respeitaram o distanciamento”, afirmou a mesária Liliam Nakasoni, da Escola Municipal Elpídio Reis.  

A situação foi a mesma nas escolas municipais Professor Nelson de Souza Pinheiro e Professor Virgílio Alves de Campos.  

O secretário de sessão Daniel Teixeira afirmou que o movimento permaneceu tranquilo durante todo o dia de eleição e que motivo pode ser a fácil justificativa de ausência disponível on-line para eleitores. Além dos cartórios eleitorais, pela internet e em zonas eleitorais, este ano a justificativa de ausência do voto pode ser feita pelo aplicativo E-Título, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

HORÁRIO

Na Universidade Estácio de Sá, as filas aumentaram nos primeiros horários após o tempo reservado para idosos votarem.  

Secretário do local, Éverton Shinzato explica que muitos eleitores tentaram votar no primeiro horário disponível, o que causou uma pequena aglomeração. Ele detalha que logo quando mais pessoas começaram a chegar ao local os voluntários organizaram as filas para uma maior movimentação e a aglomeração se dissipou rapidamente.  

 

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!