Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Por R$ 20 milhões, prefeitura vai recapear avenida e asfaltar bairro

Origem dos recursos é de emendas parlamentares, que também irão para construção de pontes
10/06/2020 08:31 - Adriel Mattos


A prefeitura de Campo Grande deve assinar na próxima semana contrato de cerca de R$ 20 milhões com a Caixa Econômica Federal (CEF) para recapeamento da Avenida Duque de Caxias, asfaltar o bairro Centenário e construção de pontes. Os recursos são provenientes de emendas parlamentares, alocados na Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco).

As propostas foram cadastradas entre o fim de 2019 e o início de 2020, mas só agora a documentação ficou pronta para a assinatura. Os próximos passos são elaborar os projetos executivos e lançamento das licitações.

Na Avenida Duque de Caxias, será recapeado um trecho de 9,9 km – quase 19 km considerando as duas pistas – e o prolongamento após o viaduto sobre os trilhos da linha férrea, conhecido como Avenida Sólon Padilha. O asfalto existente foi aplicado há 20 anos, quando a via foi duplicada, e hoje está bastante desgastado, principalmente devido ao tráfego de veículos pesados.

A segunda parte dos recursos vão para a pavimentação do Jardim Centenário. Por R$ 5,5 milhões, o projeto prevê a execução de 4,8 quilômetros de asfalto no bairro localizado na saída para Sidrolândia. Serão pavimentadas as Ruas Itabirito, Xanxerê, Baliza, Caxiuanã, Limão, Barra da Corda, José da Silva, Regeneração, Seis de Outubro, Granada, Ribeirão das Neves, Morro do Chapéu e Moçambique.

Por fim, os R$ 4,4 milhões restantes serão destinados para a construção de pontes de concreto na zona rural. A prefeitura não informou em quais locais essas estruturas serão substituídas pelas atuais, de madeira.

 
 

Felpuda


Candidato a prefeito em cidade do interior tremeu que só nas bases diante da decisão que tirou a corda do pescoço de adversário, liberando o dito-cujo para disputar a eleição.

Como acreditava que o pleito seria “um passeio”, estava até pensando no modelito que usaria no dia da posse.

Agora, teme nadar, nadar e morrer na beira da praia, deixando o terno pendurado no cabide.