Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NIOAQUE

Por R$ 800 mil, unidade será ampliada para se tornar hospital em MS

Município do interior também ganhará maternidade, que custará R$ 440,4 mil
19/04/2020 15:50 - Adriel Mattos


 

A Unidade Mista Aroldo Lima Couto, em Nioaque – cidade ao oeste de Mato Grosso do Sul – será reformada para se tornar um hospital de pequeno. O Governo do Estado vai repassar R$ 800 mil, em quatro parcelas, para a prefeitura executar as obras.

Como contrapartida, o município vai acrescentar R$ 45,8 mil. O convênio entre a prefeitura e a Secretaria de Estado de Saúde (SES) foi assinado na última semana.

Com os recursos será feita uma reforma de 871,54 metros quadrados e construída uma área de 176,42 metros quadrados. O prazo para execução é de oito meses, que ainda não tem data de início.

Atualmente, a unidade não consegue absorver toda a demanda da cidade, daí a necessidade da reforma e ampliação. Nioaque tem uma população estimada de 14,5 mil habitantes, com dez assentamentos rurais, e quatro comunidades indígenas. “Com esses investimentos os pacientes terão mais conforto e os funcionários, melhores condições de trabalho”, avalia o prefeito Valdir Júnior.

Na área externa, estão previstas obras de demolição e retirada da calçada existente e construção de nova calçada; retirada e troca de luminárias e do forro de PVC da entrada do prédio; além da retirada e troca da fiação. Já na área interna, haverá demolição, retirada e troca de pisos, luminárias, revestimentos, bancadas, instalações hidrossanitárias, elétricas e hidráulicas, bem como revisão em coberturas, calhas, rufos e outras providências.

As reformas vão melhorar as instalações de todos os setores do hospital, envolvendo laboratório, consultório, posto de enfermagem, observação infantil, observação masculina, sala de roupas limpas, sala de esterilização, lavanderia, sala de emergência, cozinha, sala de paramentação, sala de parto, copa, sala de utilidades, entre outras.

Atrás da Unidade Mista está sendo construída uma maternidade, com investimento de R$ 440,4 mil, sendo R$ 350 mil em recursos federais e R$ 90,4 mil de contrapartida municipal. Com esse valor, será construída uma área de 249,53 metros quadrados, sendo projetada a implantação de salas de enfermaria, isolamento, exame, pré-parto, unidade intermediária, troca de macas, cirurgia, sala de parto, expurgo, dois vestiários, dois lavabos e três banheiros.

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.