Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OBRIGATÓRIO

Prazo para pagar licenciamento para placas final 1 e 2 vence sexta

Próximos a pagar serão os que tem placas finais 3 e 4
28/05/2020 17:35 - Fábio Oruê


Proprietários de veículos com placas final 1 e 2 têm até esta sexta-feira (29) para fazer o pagamento do licenciamento anual. Este é o primeiro mês de pagamento documento - o início estava programado para abril, mas por conta da pandemia do coronavírus o prazo foi prorrogado. 

Para evitar que as pessoas saiam de casa, as guias estão sendo entregues nas residências dos clientes. “Além disso, também é possível emitir o boleto através do site, com a possibilidade de efetuar o pagamento através de aplicativos bancários”, explicou o diretor de Veículos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MS), Arioldo Centurião Júnior. 

Desde a última sexta-feira (22), os condutores sul-mato-grossenses já estão imprimindo o documento do seu veículo em papel comum (A4), com a mesma validade oficial do papel moeda.

Arioldo explica que para imprimir o documento em casa ou em qualquer outro local, é necessário acessar o site do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). "Para emitir o documento eletrônico, é necessário que o proprietário esteja em dia com as obrigações e débitos do veículo junto aos órgãos de trânsito", finaliza.

Também é possível obter o documento através do aplicativo Carteira Digital de Trânsito(CDT) e compartilhá-lo em formato PDF com o principal condutor. Assim ambos estarão munidos do documento caso seja abordado por alguma fiscalização.

Confira o calendário com os próximos prazos abaixo:

Placas com finais 3 e 4Junho
Placas com finais 5 e 6Julho
Placas com finais 7 e 8Agosto
Placas com final 9Setembro
Placas com final 10Outubro
 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!