Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EDUCAÇÃO

Prefeito confirma que pode antecipar férias escolares de julho

Sem ordem por escrito da União Trad diz que prorrogará suspensão de aulas presenciais
23/04/2020 11:09 - Daiany Albuquerque


 

O prefeito de Campo Grande Marcos Trad (PSD) confirmou nesta quinta-feira (23) que deverá antecipar as férias escolares do meio do ano, por conta da paralisação das atividades presenciais na Rede Municipal de Educação (Reme), em razão da pandemia da Covid-19, o novo coronavírus.

De acordo com Trad, caso a administração não receba nenhum documento do Ministério da Saúde, com a orientação para a reabertura das escolas, ele seguirá o que lhe foi passado anteriormente, quando o então ministro Luiz Henrique Mandetta pediu o fechamento das instituições de ensino do país.

“Vou continuar seguindo o que eles me mandaram. Se o ministro mandar por escrito, a gente já se organiza para voltar, senão não. Acredito que eu devo antecipar as férias de julho também, está todo o Brasil fazendo isso, inclusive algumas escolas particulares”, declarou o prefeito durante entrevista na manhã desta quinta-feira (23).

O decreto que suspende as aulas presenciais em Campo Grande tem validade até o dia 6 de maio e, caso não seja prorrogado, as aulas deveriam voltar de forma presencial no dia seguinte.

Na rede estadual, porém, a paralisação seria encerrada no dia 3 de maio e as aulas deveriam voltar no dia 4. Entretanto, conforme apurado pelo jornal Correio do Estado, a Secretaria de Estado de Educação (SED) poderá estender a Educação à Distância (EAD) por mais tempo.

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...