Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAPITAL

Prefeitura começa a instalar estações de ônibus em duas ruas

Licitação foi aberta para implantar nova sinalização semafórica
09/03/2020 17:18 - Adriel Mattos


 

Começou nesta segunda-feira a instalação das estações de embarque no Corredor Sudoeste de transporte público, em Campo Grande. As plataformas - 14 no total - ficarão na Rua Brilhante e na Avenida Bandeirantes.

Pelo planejamento da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), a rua Brilhante receberá quatro plataformas, nas esquinas com a Cyriaco Maymone, Mario Quintanilha, Manoel Proença e Marechal Deodoro.

Na avenida Bandeirantes serão sete estações, entre as ruas Nova Bandeirantes e Campinas; entre a Manoel Cavalcante Proença e a Hermenegildo Pereira; entre as ruas Sebastião Maluf e a Tenente Antonio João; entre as Ruas Caiapós e Argemiro Fialho; entre a avenida Salgado Filho e a rua Brilhante e entre as ruas 26 de Agosto e Paissandu.

Finalizada em novembro de 2019, a licitação de R$ 831,3 mil foi vencida pela empresa LT Construções e Comércio. Também estão incluídas outras quatro estações. Na Rua Guia Lopes, será instalada uma estação na esquina com a rua Paissandu.

Já na Rua Bahia, está prevista a instalação de quatro estações. A Rua Bahia é o primeiro braço do corredor norte onde está programado corredor exclusivo de ônibus entre as avenidas Afonso Pena e Coronel Antonino.

No total, serão três estações de 10 metros de comprimento e 13 de 5 metros, com 2,5 metros de cobertura. As maiores terão 15 assentos e as menores, seis bancos, além de uma estrutura de concreto onde os usuários também poderão se acomodar.

SINALIZAÇÃO

Também nesta segunda-feira, foi publicado no Diário Oficial da Capital (Diogrande) o aviso de abertura de uma licitação de R$ 673,3 mil para instalação de sinalização semafórica no Corredor Sudoeste, nas ruas Brilhante e Guia Lopes.

As propostas devem ser entregues até 13 de abril. A empresa que vencer deverá sinalizar com semáforos a Rua Brilhante nos cruzamentos com as ruas Argemiro Fialho, Hermenegildo Pereira, Mário Quintanilha, Círiaco Maimone, Manoel Cavalcante Proença, Salim Maluf e Vicente Solari.

Na Rua Guia Lopes, deverão ser sinalizados os cruzamentos com a Rua Paissandu e a Avenida Salgado Filho. Compõem o Corredor Sudoeste as avenidas Bandeirantes - que está em fase final de recapeamento - e Günter Hans, que deverá passar por obras em breve. A previsão de abertura dessa nova licitação é de 45 dias.

CORREDOR SUDOESTE

O projeto de mobilidade urbana enfrentou vários percalços até sair do papel em 2017. Lançado em 2012, o envio dos projetos atrasou, estendendo até a gestão municipal seguinte. O plano, financiado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana previa também a construção de quatro terminais de ônibus nos bairros Parati, Tiradentes, São Francisco e na Avenida dos Cafezais e a reforma de outros oito.

Em agosto de 2016, a prefeitura firmou convênio com o Exército Brasileiro para a reestruturação asfáltica das avenidas Bandeirantes e Marechal Deodoro e das ruas Brilhante e Guia Lopes, totalizando 12,11 quilômetros do chamado Corredor Sudoeste. Inicialmente orçado em R$ 19,5 milhões, o convênio tinha valor de R$ 23 milhões, com serviços que incluíam drenagem, reestruturação do asfalto e sinalização semafórica.

A obra de recapeamento do Corredor Sudoeste foi iniciada em fevereiro de 2017, com o serviço na Brilhante, e interrompida no fim do ano por causa do período de chuvas. Em janeiro de 2018, a prefeitura decidiu dividir em três lotes as obras de recapeamento das vias que integram o Corredor Sudoeste.

Enquanto isso, a obra na Rua Brilhante seguia a passos lentos. Somente no dia 20 de março de 2018 é que a prefeitura anunciou a retomada do serviço, diante de reclamações do atraso. Após a obra ser adiada três vezes, o último prazo dado pelo Exército, em outubro do ano passado, para a conclusão das obras era julho deste ano, mas até agora não houve a entrega.

 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!