Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Prefeitura inicia desinfecção nos terminais de Campo Grande

Higienização também será feita na Rua 14 de Julho
18/04/2020 10:43 - Glaucea Vaccari


 

Prefeitura de Campo Grande iniciou, na noite desta sexta-feira (17), a desinfecção dos terminais de ônibus, como medida de combate ao contágio do coronavírus. Os primeiros a receberem a higienização foram os terminais Aero Rancho, Morenão, General Osório e Nova Bahia e o trabalho continua neste sábado (18).

Hoje, desinfecção será feita no Terminal Moreninhas e no ponto de integração Hércules Maymone. Já no domingo (19), serviço será executado nos terminais Bandeirantes, Júlio de Castilho e Guaicurus. Após a conclusão em todos os terminais, haverá nova aplicação da solução nos locais para reforço.

Limpeza e higienização é feita em toda a área externa dos terminais, das plataformas de embarque até bancos, telhado e banheiro, com solução a base de hipoclorito diluído em água.

Chefe de drenagem da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), responsável pela execução do serviço, Juvenil Ferreira Lopes, pelo menos 40 mil litros da solução serão utilizados nos nove lterminais da Capital. Ele explicou que o produto evapora após um tempo da aplicação, o que garante segurança dos usuários do tranporte coletivo que circulam pelos locais.

Devido ao ponto facultativo e feriado de Tiradentes, a desinfecção para na segunda e terça e volta ser feita na quarta-feira (22), quando será higienização com bombas costais na Rua 14 de Julho.  

Conforme o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito, Janine de Lima Bruno, nos terminais também estão sendo providenciadas saboneteiras e ações para garantir o funcionamento de todas as torneiras nos banheiros.  

“Além disso fizemos a marcação de distanciamento para garantir melhor controle do distanciamento entre as pessoas como medida de prevenção neste momento de pandemia”, afirmou. 

 

Felpuda


Candidato a prefeito em cidade do interior tremeu que só nas bases diante da decisão que tirou a corda do pescoço de adversário, liberando o dito-cujo para disputar a eleição.

Como acreditava que o pleito seria “um passeio”, estava até pensando no modelito que usaria no dia da posse.

Agora, teme nadar, nadar e morrer na beira da praia, deixando o terno pendurado no cabide.