Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Prefeitura proíbe entrada de idosos e gestantes em restaurantes e casas lotéricas

Medidas haviam sido anunciadas ontem pelo prefeito Marcos Trad
27/03/2020 17:32 - Adriel Mattos


A prefeitura de Campo Grande determinou que restaurantes, casas lotéricas, indústrias e igrejas proíbam a entrada de pessoas do grupo de risco de contágio da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O decreto foi publicado em edição extra no Diário Oficial da Capital (Diogrande) na quinta-feira (26).

Ontem, o prefeito Marcos Trad (PSD) adiantou parte das medidas que foram publicadas no Diogrande, durante transmissão ao vivo no Facebook. “Não sou a favor de abrir nada disso, mas como o presidente mandou, eu estou disciplinando”, afirmou Trad, em referência ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que autorizou a reabertura desses estabelecimentos.

Ficam proibidos de entrar nos locais mencionados idosos, gestantes, transplantados e pacientes com imunodeficiência de qualquer espécie e  doenças cardiovasculares ou pulmonares. Decreto de quarta-feira (26) sobre as restrições foi alterado para incluir os quatro estabelecimentos.

Entre as condições impostas, os restaurantes podem abrir com limite de 30% de lotação, a higienização será obrigatória na abertura e fechamento do estabelecimento, a máquina de cartão também deve ser higienizada e  a distância entre as mesas deve ser de 2 metros. Além disso os funcionários devem usar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), sendo máscara e luvas itens obrigatórios, além de medir a temperatura dos clientes, já que quem estiver com febre não poderá entrar.

As lotéricas vão funcionar também com regras rígidas, com o horário de funcionamento limitado das 8h às 18h. Os locais deve ser higienizados e os clientes deverão manter distância de 1,5 m com demarcação no piso. Funcionários também ficam obrigados a usar EPIs.

Quanto às indústrias, que devem abrir na segunda-feira (30), trabalhadores devem manter uma distância de 1,5m, com a disponibilidade de lavatórios para lavagem periódica das mãos. Equipamentos e espaços de trabalho também devem ser higienizados, além dos ambientes estarem sempre ventilados. Escalas alternadas devem ser adotadas a fim de evitar aglomerações.

Funcionários que não trabalham da linha de produção devem ser colocados em regime de teletrabalho, executando suas atividades em casa. O ponto eletrônico deve ser suspenso, usando a marcação em papel.

Em outro decreto, as obras na construção civil têm as mesmas regras aplicadas às indústrias, ficando limitada a circulação de apenas 20 trabalhadores. Quem estiver no grupo de risco deve ser entrar em isolamento domiciliar.

Por fim, igrejas ficam limitadas a realizar apenas duas reuniões ao dia, entre 6h e 19h30, respeitando o limite máximo de lotação de uma pessoa a cada 10m2. Fiéis devem permanecer distante 1,5m um do outro, além de higienizar as mãos periodicamente. Também fica proibida entrada de pessoas que apresentarem febre.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.