Clique aqui e veja as últimas notícias!

ERRADO

Prefeitura recebe 311 denúncias de locais abertos

Desde a semana passada a determinação é de fechamento dos serviços não essencias
23/03/2020 17:37 - Adriel Mattos, Natalia Yahn


 

Com 311 denúncias de empresas ignorando o decreto municipal relativo ao fechamento do comércio em Campo Grande, por conta da pandemia de Covid-19 (doença provocada pelo novo coronavírus), os telefones disponibilizados pela prefeitura congestionaram.

Por conta da sobrecarga de chamadas, algumas pessoas não conseguiram registrar denúncias.

A Guarda Civil Municipal (GCM) informou que algumas chamadas são desnecessárias e sem fundamento. Pessoas entram em contato nos números oficiais para relatar que o vizinho está tomando tereré e até para pedir a vacina da gripe em casa.

Vale lembrar que a orientação é para que as pessoas não compartilhem o tereré e que a vacina da gripe começa amanhã na Capital, em locais específicos para pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde. Outra denúncia feita por moradores levou a Guarda até o local de abastecimento dos veículos da prefeitura com os “kits merenda” que começaram a ser distribuídos hoje.

O prefeito Marcos Trad, em coletiva realizada a pouco pela internet, informou que as denúncias são principalmente de empresas abertas e que não fornecem equipamento de proteção individual (EPI) aos funcionários, conveniências 24h com aglomeração de pessoas.

“Boa parte teima e não quer obedecer o decreto. Fica em casa, por favor. Veja as estatísticas dos outros países. A Itália tem quase 900 mortes por dia, está caindo, mas ainda é assustador", afirmou Trad.

FECHAMENTO

O fechamento do comércio – de serviços não essenciais -, uma das principais medidas para tentar conter o avanço da disseminação do novo coronavírus está sendo desrespeitada em Campo Grande. Desde o fim de semana, de acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) total de 260 estabelecimentos foram orientados, 120 canteiros de obras somente hoje.

Prestadores de serviços e lojas estão abertas por toda a cidade. Determinação municipal do prefeito Marcos Trad, prevê o fechamento de todo o comércio – com exceção de serviços essenciais – até o dia 6 de abril.

Mas de acordo com a Semadur alguns comerciantes insistem em manter suas lojas abertas. Por isso a fiscalização trabalha 24h por dia em todas as regiões da cidade. Os ficais vão até os locais – por meio de denúncias ou não - e orientam quanto ao fechamento. Caso o proprietário insista em abrir as portas, a Polícia Militar e Guarda Municipal são chamadas.

“Diariamente temos uma média de 30 fiscais realizando vistorias diurnas e noturnas, atendendo denúncias da população relacionadas ao cumprimento do Decreto Municipal publicado”, afirma nota a Semadur. Desde o final de semana, foram fiscalizados e orientados mais de 140 estabelecimentos, dentre eles lojas, supermercados, bares, conveniências, feiras livres, call center, entre outros. Apenas três canteiros de obras foram notificados para o cumprimento imediato de fechamento do local.

TELEFONES

Para denunciar empresas e lojas – que não prestam serviços essenciais – abertas, basta entrar em contato pelos números 98469-1001 (Procon Municipal, a mensagem é gravada e convertida em SMS) e Semadur 3314-9955 e 153.