Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Presidente paraguaio diz que país já não tem pacientes em UTIs

País está entre os menos afetados do continente, com 239 infectados e 9 mortos
30/04/2020 15:48 - Da Redação


 

O Paraguai não tem mais pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) por Covid-19, o novo coronavírus. Essa declaração foi dada pelo presidente do país, Mario Abdo Benítez, durante entrevista coletiva nesta quarta-feira (29).

 

O país, que tem 7 milhões de habitantes, registrou apenas 239 infectados e nove mortes pelo novo coronavírus, é a federação da região com os menores números durante a pandemia. “Podemos dizer que hoje não temos uma só pessoa em terapia intensiva por Covid-19”, declarou o presidente.

Benitez aproveitou a boa notícia para lançar uma plataforma digital para que a população controle o destino das verbas públicas que foram encaminhadas para a combate a doença.

O presidente confirmou que, devido aos bons números, a quarentena, que teve início no dia 10 de março, será mantida apenas até o domingo (3), com saídas permitidas apenas para as compras essenciais em mercados e farmácias, ou idas ao banco. Na segunda-feira o Paraguai começa a ter o retorno de algumas atividades.

A reabertura gradual será feito com medidas de distanciamento social e de higiene. No início da semana o governo já havia anunciado que as aulas presenciais ficarão suspensas até dezembro em todas as instituições de ensino do país. O país faz fronteira seca com Mato Grosso do Sul e o presidente decidiu manter o fechamento delas por tempo indeterminado. Em alguns lugares, a delimitação de espaço foi feita com cercas de arame farpado.

 

Felpuda


Conversas muito, mas muito reservadas mesmo tratam de possível mudança, e não pelo desejo do “inquilino”.

Por enquanto, e em razão de ser um assunto melindroso, os colóquios estão sendo com base em metáforas.

Até quando, não se sabe, pois o que hoje é considerado tabu poderá se tornar assunto em rodinhas de conversas.

Como dizia o célebre Barão de Itararé: “Há mais coisas no ar, além dos aviões de carreira”. Só!