Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Presídio tem testagem em massa após 41 casos de Covid-19

Detentos e funcionários do estabelecimento penal foram diagnosticados com a doença
17/07/2020 13:00 - Gabrielle Tavares


Custodiados do presídio masculino de Rio Brilhante estão sendo testados em massa para a Covid-19 após internos serem diagnosticados com o vírus.

A meta é que sejam testados todos os 288 presos do Estabelecimento Penal de Rio Brilhante. Até o momento, 41 casos foram constatados no local, um deles já curado.

Dados do Comitê da Agepen de Gestão e Acompanhamento de Medidas de Enfrentamento à Covid-19 nas unidades prisionais de Mato Grosso do Sul, apontam que até o momento, com esses novos 41 registros no masculino de Rio Brilhante, somam-se 69 casos entre a massa carcerária.

Outros 21 foram constatados na unidade feminina da cidade, seis na Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã, e um no Instituto Penal de Campo Grande. 

Nessas últimas duas unidades os casos foram de internos novos que provavelmente chegaram na unidade com a doença.

No Estabelecimento Penal de Rio Brilhante a suspeita é que a doença tenha sido adquirida durante atendimento de saúde fora do presídio.

 Dois servidores também testaram positivo e já estão afastados. 

A aplicação dos testes deverá prosseguir pelos próximos dias, de acordo com as possibilidades da Secretaria Municipal de Saúde.

Uma galeria da penitenciária foi separada para o isolamento dos casos positivos, onde os internos ficarão divididos conforme perfil. 

Segundo a direção de unidade, serão separados indivíduos integrantes de facção dos não faccionados, bem como reeducandos que cumprem pena por crimes sexuais.  

“Estamos tomando todos os cuidados possíveis para garantir que não haja maior contaminação, bem como seja garantida a segurança”, afirma o diretor do EPRB, Adelson da Costa Machado.

Não há nenhum caso grave ou necessidade de internação entre os constatados e não houve registro de óbitos. Segundo a orientação do comitê, as famílias de todos os casos constatados devem ser informadas.

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...