Clique aqui e veja as últimas notícias!

APOSENTADORIA

Previdência complementar começa com três novos servidores; convocados antes de julho serão regulamentados até novembro

Servidores que ganham acima do teto do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) terão que pagar complementação
29/09/2020 15:00 - Gabrielle Tavares


O novo regulamento do plano exclusivo dos servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Prevcom-MS) foi aprovado em julho e conta com três servidores inscritos até agora.

Eles foram cadastrados após assumirem concurso na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Assim como eles, novos servidores convocados integrarão o programa automaticamente, com prazo de 90 dias para desistência do plano.

O valor das aposentadorias será limitado ao teto do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), de R$ 6.101,06 neste ano. Mas qualquer servidor pode ser inscrever, mesmo que receba abaixo do teto.

“A diferença é que para pessoas que ganham acima do teto, o Governo vai entrar com uma contribuição”, explicou a Diretora-Adjunta da Ageprev-MS, Renata Raule Machado.

O servidor escolhe quanto deseja contribuir, o mínimo é 1% e o máximo 20%. O valor que Estado é proporcional, se o trabalhador escolher pagar 5% ao mês, o Governo fornecerá a mesma quantia.

Contudo, o Estado vai subsidiar o limite de até 7,5%. “Ou seja, se o servidor escolher contribuir 10%, o governo só vai entrar com 7,5%”, complementou Machado.