Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPO

Fim de semana é de clima seco e temperatura amena

As temperaturas começam a cair no dia 24 de julho
18/07/2020 09:46 - Gabrielle Tavares


O fim de semana será de tempo firme e seco em Mato Grosso do Sul. De acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), as temperaturas podem variar entre 14°C e 35°C neste sábado (18) no Estado. A umidade relativa do ar pode chegar aos 20%.  

Vento permanece fraco a moderado, com possibilidade de rajadas de vento, especialmente nas regiões sudoeste e sul. Com a umidade baixa, é recomendado ingerir muito líquido, redobrar atenção com idosos e crianças, procurar umidificar ambientes e evitar aglomerações.

Na macrorregião da Capital a variação está estimada em 14°C a 34°C, na região de Corumbá as temperaturas variam entre 17°C e 35°C.  

Na região de Três Lagoas a mínima chega a 14°C e a máxima a 34°C. Na macrorregião de Dourados, a temperatura vai variar entre 16°C e 32°C.

O Cemtec indica ainda que, até a próxima sexta-feira (24), o tempo seguirá típico para a época do ano, com predomínio de sol, temperaturas máximas relativamente elevadas, umidade relativa baixa, com valores abaixo dos 30% em várias localidades e temperaturas mínimas relativamente mais baixas.

“Queda de temperatura está estimada entre os dias 24 a 26 de julho no MS e entre os dias 31 de julho a 02 de agosto com possibilidade para pancadas de chuvas no extremo sul do MS em até 5 milímetros acumulados. Ressalta-se que é necessário o acompanhamento de atualizações futuras para confirmação da tendência”, detalha boletim elaborado pela coordenadora do Cemtec, Franciane Rodrigues.

 
 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.