Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FRENTE FRIA

Fim de semana será de temperaturas amenas e melhora no clima seco

Mínima pode chegar até 8 °C e umidade do ar continua baixa
25/07/2020 09:45 - Gabrielle Tavares


O clima seco presente nos últimos dias em Mato Grosso do Sul vai dar uma trégua neste sábado (25). As temperaturas poderão registrar mínima de 8 °C, em cidades como Porto Murtinho, e máxima de 34 °C em todo o Estado.

Em Campo Grande, a variação de temperatura está estimada entre 15 °C e 28°C. Isso porque uma frente fria vinda do centro sul do país auxiliará no aumento das instabilidades e na melhora dos índices de umidade relativa do ar.  

Contudo, as chances de chuva são baixas de acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec/Semagro).

Este sábado será de céu parcialmente nublado. A umidade relativa do ar estará em estado de atenção com índices podendo variar entre 80% a 30%.  

A frente fria poderá favorecer formação de geada na madrugada de sábado para domingo (26) na região sul do Estado.  

Na região pantaneira, onde foi decretado estado de emergência na sexta-feira (24) em razão as queimadas, há possibilidade de rajadas de chuva com vento moderado. O mesmo pode acontecer na região sudoeste e sul.

As temperaturas mais amenas deverão se manter no domingo, que tem previsão de céu claro com poucas nuvens em todas as regiões e sem expectativa de chuva.  

A umidade do ar voltará a ficar em estado de alerta, podendo atingir os 20%. Neste dia as temperaturas em Mato Grosso do Sul poderão variar entre de 4°C a 30°C, na Capital variação está estimada em 15°C a 29°C.  

 
 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.