Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

DETRAN/MS

Procon Estadual autua 16 agências bancárias por irregularidades na Capital

Entre as irregularidades encontradas estão a ausência das medidas de proteção contra a Covid-19
26/10/2020 09:44 - Alicia Miyashiro


Equipes de fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon) constataram, em 16 das 19 agências de 5 bancos vistoriadas em Campo Grande, irregularidades como a ausência de senha com registro eletrônico e do símbolo representativo do autismo, atendimento em tempo excedente ao que determina a legislação estadual e ausência de placa indicativa de atendimento prioritário.

Entre as agências fiscalizadas estão Caixa Econômica Federal, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Itaú.

A ação culminou na autuação de 16 agências e expedição de Relatórios de Visita (quando não são constatadas irregularidades) a outras três. 

Da Caixa, foram visitadas cinco agências das ruas Coronel Antonino, Gunter Hans, Bandeirantes, Valdês e Eduardo Elias Zahran. 

Do Bradesco foram as da Calógeras, Bandeirantes, Eduardo Elias Zahran e Afonso Pena, enquanto do Banco do Brasil as agências da Mascarenhas de Moraes, Júlio de Castilho e Afonso Pena.    

As outras duas instituições foram o Santander nas agências da Barão do Rio Branco e avenida Bandeirantes, e Itaú na Bandeirantes e Júlio de Castilho. 

A exceção do Bradesco da Calógeras, Itaú da Bandeirantes e Banco do Brasil da Coronel Antonino, às demais, receberam autos de infração e terão para defesa, que se não aceita, receberá multa em razão das infrações encontradas.

Além das irregularidades citadas, as agências também não cumpriam as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar o contágio da Covid-19, não havia distanciamento, nem a disponibilidade de álcool em gel 70% para higienização.

Somente nos três locais onde foi expedido o Relatório de Visita, não foram encontradas irregularidades.

 
 

Felpuda


Racha em entidade religiosa teve péssimas consequências eleitorais na disputa por vagas na Câmara Municipal de Campo Grande.

O quiproquó, também, digamos, com nuance familiar, provocou estragos da-que-les.

Aí, como consequências, fez com que quem está não conseguisse votos suficientes para permanecer em 2021-2024 e quem estava fora tentando retornar ficasse à beira do caminho. 

Como se vê...