Cidades

Energia Limpa

A+ A-

Projeto de energia sustentável do Poder Judiciário está em fase final

Com a finalização do projeto o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul passa a ser referência em produção de energia limpa

Continue lendo...

O Desembargador Sérgio Fernandes Martins, fez a última vistoria na Usina Fotovoltaica do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul (PJMS) que fica nas proximidades da Gameleira.

A vistoria foi feita na manhã desta terça-feira (02). A nova instalação faz parte da segunda etapa de implantação de energia solar que irá atender todas as edificações do Poder PJMS.

Durante a primeira etapa ocorreu a instalação de 50 sistemas de geração em 49 comarcas do Estado. 

A primeira etapa contemplou a instalação de 50 sistemas de geração em 49 comarcas do Estado. Com a conclusão da usina, o PJMS será referência em energia limpa que corresponderá a uma compensação de 100% da eletricidade consumida nos prédios do Judiciário de Mato Grosso do Sul.

“Esta era a unidade que faltava para que pudéssemos completar o atendimento a todas as comarcas do Estado. Com esta usina atenderemos a comarca de Dourados, a comarca de Corumbá e todos os prédios que compõem o Poder Judiciário na capital. Além disso, haverá um excedente de energia que será utilizado para complementar aquelas comarcas que eventualmente, nada obstante tenham as placas de energia solar em seus telhados e nas coberturas dos seus estacionamentos, ainda necessitem de uma pequena quantidade de energia para estarem totalmente atendidas”, disse o Des. Sérgio Fernandes Martins.

Conforme o desembargador ressaltou, somente nesta usina serão gerados  400.000 kWh por 6.000 painéis instalados no solo. Junto aos  90.000 kWh produzida pelas placas instaladas no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), em Campo Grande, será possível atender toda a demanda do Poder Judiciário do Estado. 

Instalação

Por meio de processo licitatório, uma empresa especializada foi contratada para implantar as três centrais geradoras de energia elétrica por meio de usinas fotovoltaicas conectadas à rede da distribuidora local.

Em Campo Grande, na modalidade de Geração Distribuída – GD: um referente à Usina Fotovoltaica do PJMS e outros dois no Tribunal de Justiça, sendo um nos telhados e outro em estruturas de cobertura de estacionamento.

Na primeira etapa de implantação, a geração média mensal esperada das 50 usinas instaladas em 49 comarcas do Estado é de 441.000 kWh. Ao total, portanto, o TJMS possui uma capacidade de geração de 931.000 kWh.

Considerando que no centro-oeste, o consumo médio mensal de energia elétrica por habitante por mês é de 187,4 kWh, então, a capacidade de geração dos sistemas do PJMS equivalem a atender ao consumo de uma cidade de quase 5.000 habitantes.

Assine o Correio do Estado

Alarmante!

MS registra duas mortes por síndrome respiratória, totalizando 141 óbitos em 2024

Segundo os dados, houve um aumento de 267 casos na última semana.

24/04/2024 17h47

Foto: Arquivo/

Continue Lendo...

Nesta semana foram registradas duas mortes por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em Mato Grosso do Sul. De acordo com o boletim divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) de hoje (24), até o momento foram  registrados 141 óbitos da doença somente em 2024. 

Segundo o levantamento da SAS, foram contabilizados 1741 casos de SRAG. Os números representam uma queda acentuada em comparação ao último relatório. No entanto, a secretaria relata que os números podem aumentar devido à sazonalidade da doença. Os casos podem subir nas próximas semanas.

Na última semana, foram 1.650 casos de SRAG confirmados em Mato Grosso do sul, com 139 mortes pela doença. Há duas semanas, eram 1.383 casos, com 121 mortes, ou seja, houve um salto de 267 casos a mais de uma semana para a outra

A cidade com maior caso da doença é Campo Grande, com 857 casos registrados, com 61 mortes. A letalidade da doença na capital de Mato Grosso do Sul é de 7,1%. 

Logo mais abaixo Corumbá com 127 casos, seguidos por Ponta Porã com 80 casos e Dourados 67 registros. 


Causadores da síndrome SRAG 

Conforme os especialistas, os causadores do SRAG são os SARS-CoV-2, vírus da família dos coronavírus, responsáveis por 43,2% dos diagnósticos. Logo atrás vem o rinovírus, com 25,9% dos casos, e o vírus sincicial respiratório, com 17,7% dos casos. Os demais casos de doenças respiratórias se dividem entre diferentes tipos de Influenza e outros vírus.

 

 Assine o Correio do Estado.

Cidades

Mato Grosso do Sul volta a zerar número de mortes por Covid-19

Apenas 29 casos foram registrados na última semana

24/04/2024 17h40

Reprodução

Continue Lendo...

Nenhum óbito em decorrência da Covid-19 foi registrado nos últimos sete dias em Mato Grosso do Sul, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES), divulgado semanalmente. Os números foram zerados pela segunda vez no ano, já que na semana terminada em 14 de fevereiro também não foi notificada nenhuma morte.

Além das mortes zeradas, outro dado chama a atenção: apenas 29 casos foram confirmados no período.

Desde o início do ano, 61 pessoas morreram de Covid-19 em Mato Grosso do Sul, e 9.013 casos foram confirmados.

Sintomas da Covid-19

É possível que o cidadão esteja infectado com o vírus da Covid-19 caso apresente os seguintes sintomas:

  • Febre
  • Tosse seca
  • Perda do olfato
  • Perda do paladar
  • Falta de ar
  • Dificuldade para respirar
  • Dor ou pressão do peito

Transmissão

O meio de transmissão da Covid-19 se dá por inalação ou contato com gotículas de saliva, secreções respiratórias ou superfícies contaminadas. Portanto, a transmissão pode ocorrer por meio de:

  • Tosse
  • Espirro
  • Catarro
  • Apertos de mão
  • Contato pessoal próximo
  • Contato com objetos contaminados

Prevenção

Existem inúmeras formas de se prevenir o contágio e proliferação da Covid-19. Confira:

  • Vacinação contra Covid-19
  • Uso de máscara
  • Uso de álcool gel
  • Lavagem das mãos com água e sabão
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca
  • Não compartilhar objetos pessoais
  • Ventilar ambientes
  • Evitar aglomerações e espaços fechados

Assine o Correio do Estado. 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).