Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REMOTO

Disciplinas seguem à distância até o fim de 2020 na UFMS

Medida afeta cursos que têm aulas no Instituto de Biociências
11/06/2020 06:00 - Ricardo Campos Jr


Várias disciplinas teóricas continuarão à distância até o fim de 2020 na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). A medida foi recomendada pela instituição, mas cada instituto, faculdade e escola ficou encarregada de incluí-la ou não nos planos de biossegurança cuja aprovação é necessária para que as atividades possam ser retomadas em momento futuro, quando a Covid-19 estiver sob controle.

O Correio do Estado teve acesso com exclusividade às diretrizes do Instituto de Biociências (Inbio). No local funcionam as graduações de Ciências Biológicas nas modalidades licenciatura e bacharelado, além de quatro pós-graduações. 

Contudo, alunos de outros cursos fazem disciplinas nos laboratórios e salas de aula dessa unidade setorial. Assim, Medicina, Veterinária, Nutrição, Farmácia, Enfermagem, Fisioterapia, Odontologia, Zootecnia, Educação Física e Química também serão afetadas. 

“As aulas teóricas e avaliações presenciais de todas as disciplinas ofertadas pelo Inbio serão ministradas até o final do ano letivo de 2020 por meio das tecnologias de Informação e Comunicação (TICs)”, diz o documento. 

Os professores serão orientados para a identificação de estudantes em situação de vulnerabilidade que, mesmo com a concessão de auxílios emergenciais de pacotes de dados e de cadastro de computadores, não possuam acesso à internet, a fim de que possam desenvolver atividades alternativas.

 
 

Além disso, será orientada a aplicação de regime especial para todos os acadêmicos do grupo de risco para a Covid-19 ou que tenham filhos em idade escolar (até que a suspensão das aulas do ensino regular siga mantida pelo poder público).

Os estágios obrigatórios dos cursos de Ciências Biológicas também serão feitos por meio das TICs. As atividades em que o contato com alunos seja essencial foram realocadas para o segundo semestre letivo, “e serão realizadas apenas a partir da reavaliação da situação epidemiológica e na possibilidade de que os alunos frequentem as escolas”, afirma o plano.

A maioria das aulas de campo previstas nas disciplinas ofertadas pelo Inbio serão substituídas por atividades remotas. A única exceção é a disciplina de Ecologia de Campo, desenvolvida na Base de Pesquisas do Pantanal (Passo do Lontra-MS). Como as atividades no local foram suspensas por tempo indeterminado, a matéria em questão foi cancelada e será reofertada de forma condensada no fim de 2020.

Conforme o documento, a UFMS analisa o cenário de propagação da Covid-19 com frequência e estipula níveis de risco. A chamada Etapa 1 é a mais grave e vigente, forçando a suspensão de toda e qualquer atividade presencial.

Na Etapa 2 (médio risco), serão permitidas atividades presenciais essenciais e devem ser realizadas sem aglomerações nos laboratórios. Já a Etapa 3 envolve todas as disciplinas que não puderam ser oferecidas à distância.

 
 

Já as atividades presenciais de servidores têm sido realizadas de forma escalonada. Este tipo de trabalho escalonado continuará sendo realizado. Funcionários do grupo de risco estão totalmente em home office.

As medidas de contenção à Covid-19 adotada pela UFMS tiveram aval do Ministério Público Federal. O sindicato que representa os servidores da universidade chegaram a protocolar pedido para suspender o calendário acadêmico, alegando dificuldades dos alunos na modalidade remota. 

Contudo, o procurador da República Pedro Gabriel Siqueira Gonçalves rejeitou e mandou arquivar representação. Ele entendeu que as medidas adotadas pela universidade garantem o direito à educação e saúde dos acadêmicos.

A assessoria de comunicação da UFMS confirmou ao Correio do Estado que "não existe uma data única para retorno de atividades presenciais, que dependem dos planos de biossegurança e da avaliação de cada unidade. Importante esclarecer que as aulas foram mantidas por meio de estudos dirigidos com o uso de Tecnologias da Informação e Comunicação, tanto na graduação como na pós-graduação". A universidade não disse se planos de outras unidades da administração setorial também previram aulas remotas até o fim do ano

 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!