Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRÂNSITO

Recapeamento e pavimentação: veja se seu bairro receberá obras

Sete regiões da cidade serão revitalizadas, investimentos passa dos 50 milhões
07/05/2020 13:37 - Gabrielle Tavares


 

Com investimento superior a R$ 54 milhões, 50 quilômetros de sete regiões urbanas de Campo Grande serão recapeadas e pavimentadas. No Bairro Nova Lima estão previstos 20 quilômetros de recapeamento, entre eles a região formada pelas ruas Marquês de Herval, Zulmira Borba, que terá o último trecho duplicado, e a Francisco Pereira Coutinho.

Serão investidos R$ 6.816.922,06 para execução de 1,8 km de drenagem, 2,5 km de recapeamento e 3,2 quilômetros de pavimentação na licitação para conclusão das obras do Complexo Jardim Seminário Etapa A.

O novo acesso à Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) pelas ruas Marechal Câmara e São Faustino também vão ser concluídos. Na Marechal Câmara, faltam 820 metros de asfalto entre as ruas São Basílio e São Maximiliano.

Está previsto o recapeamento de um trecho de 700 metros da Avenida Tamandaré, entre a Presidente Roosevelt e a Rua Lateral, que ainda não recebeu novo pavimento. O restante da avenida, desde a Julio de Castilho, foi recapeado ano passado.

Também serão recapeadas as ruas do Seminário e a Avenida Padre João Falco. Vão receber asfalto as ruas Teodomiro Serra, Seriema, Araras, Luisa Ribeiro, Bem Te Vi, Doutor Laureano, Theodoro Serra e 2 de Outubro.

Drenagem e controle de enchentes

Serão investidos R$ 4, 9 milhões na execução de 881 metros de drenagem, 5,8 km de recapeamento e 1 km de pavimentação no Complexo Sírio-Libanês. Estão programadas obras de drenagem e controle de enchentes no Jardim Paradiso, que fica na margem esquerda da Avenida Tamandaré, sentido centro-bairro.

Será implantada uma rede de drenagem para escoamento das águas pluviais até o Córrego Frutuoso (afluente do Segredo) que atravessa a Tamandaré. Receberá drenagem e pavimentação a Rua Três Marias que captará a enxurrada que desce de um bairro vizinho, o Nossa Senhora das Graças.

Estão programadas ainda obras nas ruas Lindóia, Monte Azul, Itabira, Benedito Terra, Rosário Congro, Bonança e General Benedito Xavier.

O projeto prevê a execução de 5,8 km de recapeamento, abrangendo a Avenida Florestal e a Rua Bacabal, acessos ao conjunto habitacional Coophatralho, além da Avenida Julio Maksoud, no Bairro Monte Castelo.

O trecho da Avenida Cônsul Assaf Trad, perto do Terminal Nova Bahia, será interditada para realização de obras de drenagem para eliminar os problemas de alagamento que ocorrem no local, com saldo de recursos do Complexo Atlântico Sul.

Além do reforço da drenagem, está programada a pavimentação de mais um trecho da terceira pista da Cônsul Assaf Trad, a partir da Avenida Marques de Herval e o recapeamento da pista bairro/centro até a Rua Jacinto Máximo. O projeto prevê implantação de 1 km de drenagem, 2,1 km de recapeamento e 863 metros de pavimentação. O investimento será de R$ 3,9 milhões.

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.