Clique aqui e veja as últimas notícias!

AMPLIAÇÃO DE LEITOS

‘Ativação de novos leitos não pode ser igual cloroquina de ontem’, afirma Resende

Secretário de Saúde afirma não ter profissionais para abertura de novos leitos no Estado
17/04/2021 13:50 - Ana Karla Flores, Gabrielle Tavares


Com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento exclusivo da Covid-19 em 100% de ocupação no Estado, o secretário de Saúde, Geraldo Resende, afirma que não há como abrir novas vagas sem profissionais qualificados.  

Segundo o Resende, o Estado não possui mais profissionais da saúde qualificados disponíveis para abertura de novos leitos. Ele destaca que diversos profissionais que atuam na linha de frente estão despreparados.  

“Ativação de novos leitos hoje não pode ser igual a cloroquina de ontem, não só não temos profissionais, mas se colocar gente desqualificada vai matar mais gente. A gente sabe o esforço, a dedicação de cada um, mas tem profissionais que sabemos muito bem que não estavam preparados para esse momento. Isso mostra até mesmo a necessidade da formação de novos profissionais no futuro”, relata.  

Últimas notícias

Resende afirma que o Estado ainda vai tentar abrir 30 leitos, onde 10 serão em Dourados, 10 em Campo Grande e 10 em Nova Andradina. “De um lado tem que manter o que já têm, ampliar num esforço imenso que fizemos, a gente vai ter esses 30 novos leitos, mas acredito que a partir daí não exista condições alguma da abertura de novos leitos”.

Mato Grosso do Sul também receberá novos equipamentos da empresa brasileira JBS para manter os leitos já existentes e os novos. Os leitos e equipamentos serão suficientes para manter os atendimentos nas próximas 3 ou 4 semanas, afirma o secretário.  

“Para depois ver se tem algum declínio fruto das novas ações. Para diminuir o número de internações tem que diminuir o número de casos, se as pessoas respeitarem os decretos, pode diminuir”.

O secretário ainda destaca a lentidão de entregas das vacinas contra a Covid-19 no país. “Se nós tivéssemos mais vacinas nós estaríamos em um cenário melhor, mas infelizmente as vacinas vem a conta gotas, nós já mostramos que somos um estado com boa distribuição e aplicação, mas infelizmente não chega vacina”.