Clique aqui e veja as últimas notícias!

EDUCAÇÃO

Após 14 meses, aulas presenciais na Rede Municipal retornam nesta segunda; tire suas dúvidas

Prefeitura regulamentou o retorno presencial, que ocorrerá de forma escalonada e com rodízio de alunos
25/07/2021 16:19 - Rafaela Moreira


Após 14 meses de ensino remoto, as aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino (REME) retornam nesta segunda-feira (26) em Campo Grande. 

De acordo com a  Secretaria Municipal de Ensino (Semed), pais ou responsáveis dos estudantes deverão se manifestar, por escrito, sobre o retorno ou não dos alunos às aulas presenciais.

Para isso, eles deverão preencher um termo de compromisso, que também traz uma série de diretrizes estabelecidas no protocolo de segurança para o retorno às aulas, que os pais devem se comprometer a cumprir.

O aluno que retornar às aulas presenciais, não poderá fazer uso das atividades integralmente não presenciais, salvos em casos de doença ou quando forem propostas pela unidade escolar.

Assim como quem optar pelo ensino remoto, não poderá ir às aulas presencialmente.

Caso os responsáveis optem, no primeiro momento, pelo ensino remoto, e depois decida pelo ensino presencial, eles deverão comunicar a escola, assinar outro termo de compromisso e aguardar 10 dias para o retorno do aluno.

Últimas Notícias

Com a pandemia, os ambientes escolares foram substituídos pelo ensino remoto em março de 2020, com o objetivo de amenizar os efeitos que o isolamento social impôs à educação. 

QUAIS MEDIDAS SERÃO ADOTADAS? 

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), haverá limite de ocupação das salas de aula de 30% a 50%. Por esta razão, para o revezamento, uma turma poderá ser dividida em três. 

Dentre os protocolos de biossegurança, segundo a Semed, estão:

  • Higienização de espaços físicos e mobiliários com a frequência necessária;
  • Aferição de temperatura de todas as pessoas que comparecerem às unidades escolares;
  • Distribuição de duas máscaras de pano para todos os alunos;
  • Disponibilização de dispensers de álcool em gel 70% em todos os espaços físicos da unidade escolar, especialmente em salas de aula e em pontos estratégicos como a entrada da escola, refeitórios e próximo a bebedouros;
  • Disponibilização de dispensers de sabonete líquido e papel toalha nos sanitários;
  • Garantir a efetiva utilização de máscaras de proteção, higienização das mãos e distanciamento físico.

Fica desobrigado do uso de máscaras crianças com menos de 3 anos, alunos com transtorno do espectro autista, com deficiência intelectual, sensorial ou qualquer outra deficiência que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial.

A entrada, para as escolas que tem às três etapas, será dividida para que não ocorra aglomeração. Os alunos da Educação Infantil poderão entrar nas escolas às 7h e às 13h. O Ensino Fundamental I, com alunos do 1° ao 5° ano, terá a entrada às 7h15 e às 13h15.

E, para o Ensino Fundamental II, para alunos do 6° ao 9° ano, os portões serão abertos às 7h30 e às 13h30. No período da manhã todas as escolas vão liberar os alunos às 10h, e à tarde às 16h. 

As turmas serão divididas para que metade dos alunos vão em uma semana de forma presencial e a outra tenha o ensino no formato remoto.