Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DOCUMENTO

Serviço de emissão de RG está suspenso por 15 dias

Instituto de Identificação mantém atendimento somente para casos emergenciais
20/03/2020 18:42 - Súzan Benites


Os serviços de identificação, como de emissão e entrega de RGs, estão suspensos pelos próximos 15 dias em Mato Grosso do Sul.  O Instituto de Identificação de Mato Grosso Sul informou nesta sexta-feira (20) que os atendimentos foram suspendidos em razão das medidas de segurança adotadas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19).

Conforme informações da gestão estadual, somente os casos emergenciais serão atendidos. Aqueles que estavam com agendamento programado nos postos de identificação devem acessar novamente o site, assim que o serviço estiver liberado. Para evitar aglomerações, as entregas de Carteiras de Identidades (RGs) também estarão suspensas.

Serão considerados casos emergenciais, aquelas pessoas que comprovarem documentalmente a necessidade do RG. Para isso, o cidadão o atendimento poderá ser solicitado por meio dos telefones (67) 3345-6704 ou (67) 9.9987-5586 em Campo Grande. Já aqueles que necessitarem do atendimento nos demais Postos de Identificação no interior do Estado, o telefone é (67) 3345-6795.

Os atendimentos emergenciais funcionarão em Campo Grande e nas demais cidades do interior como Aquidauana, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dourados, Fátima do Sul, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas.

Como medida de segurança, os casos serão atendidos de forma isolada, com horário e data a serem definidos pela unidade, com uso de equipamentos de proteção individual seguindo todos os protocolos de prevenção.

 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.