Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Rodoviária de Campo Grande ficará fechada por mais 15 dias

Prefeito declarou que decreto que terminava nesta segunda-feira, será prorrogado
13/04/2020 18:07 - Glaucea Vaccari , Súzan Benites


A Rodoviária de Campo Grande vai continuar fechada por mais 15 dias. A paralisação do terminal foi determinada pela Prefeitura por meio de decreto do dia 20 de março.O documento apontava que as atividades estavam suspensas até esta segunda-feira (13). Durante transmissão ao vivo pelas redes sociais o prefeito Marcos Trad disse que prorrogará a interdição por mais 15 dias.

A medida passou a valer no dia 24 de março para impedir a circulação de pessoas pelo terminal rodoviário e evitar a transmissão do novo coronavírus (Covid-19). Nesta segunda-feira o prefeito afirmou que, “o decreto de fechamento da rodoviária será prorrogado por mais 15 dias”, informou Trad.

O intuito do fechamento é para que pessoas que possam ter se contaminado em locais onde o vírus tem circulado com mais intensidade, como São Paulo e Rio de Janeiro, não disseminem o agente patológico entre os campo-grandenses.

BOLETIM 

Conforme divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), até esta segunda-feira, o Estado registra 113 casos confirmados da doença, sendo que 4 evoluíram para óbito e outros 63 são investigados.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a estimativa é de que as notificações do novo coronavírus aumentem nesta semana em Mato Grosso do Sul. O pico de infecção deve ser registrado entre final de abril e meados de maio.

Porém , ainda sendo o método mais eficiente para impedir a proliferação do vírus, o isolamento social não foi respeitado por 43,4% das pessoas no Estado no Domingo de Páscoa (12). 

Mato Grosso do Sul voltou a ter desempenho pior do que a média nacional. O resultado brasileiro foi de 59,2% das pessoas respeitando o isolamento. Segundo divulgado pela SES, no Estado foram 56,6%.

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...