Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRANSPORTE

Secretaria de Infraestrutura de Campo Grande pede licença para implantar Porto Seco

Obra de terminal teve início em 2008, e permaneceu mais de uma década paralisada
02/10/2020 18:32 - Thais Libni


A Secretária Municipal de Insfraestrutura e Serviços Públicos (SISEP) de Campo Grande, solicitou a licença ambiental e a licença de implantação do Terminal Intermodal de Cargas. A obra ficou paralisada por mais de uma década.

O teminal intermodal, também chapado de "porto seco", foi planejado na década de 2000, com o objetivo de integrar os modais ferroviário e rodoviário do Estado. A desativação da Malha Oeste, porém, tornou o projeto menos atrativo. 

O porto seco está no Anel Rodoviário, entre a BR 060 e a BR 163, kM 349 + 160m.

A obra que teve seu início de construção em 2008, conta com um investimento de R$ 23,2 milhões, recursos adquiridos em convênio com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e contrapartida com o município.

Planejado para ocupar 65 hectares as margens do anel rodoviário, o Porto Seco, tem a concessão de administração regida pelo grupo ParkX, que venceu o processo de licitação em 2012, garantindo 30 anos de direção do terminal. 

O consórcio pagará à prefeitura o valor de R$ 80 mil, a partir do terceiro ano de funcionamento, com correção anual.

Estudo desenvolvido pelo grupo prevê movimentação de 2.200 milhões de toneladas, quando o porto estiver em pleno funcionamento.

 
 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido