Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GOVERNO FEDERAL

Secretário de Bolsonaro que viajou com Nelsinho testa positivo para coronavírus

Secretário de Comunicação da Presidência da República viajou para os Estados Unidos com o presidente Jair Bolsonaro
12/03/2020 11:00 - Daiany Albuquerque


O secretário de Comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten, foi confirmado com coronavírus nesta quinta-feira (12). Ele fez o primeiro teste na quarta-feira, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e o resultado confirmou que ele contraiu a doença em visita que fez, jundo do presidente Jair Bolsonaro e do senador Nelson Trad Filho (PSD) para os Estados Unidos.

A comitiva presidencial esteve no país vizinho de sábado (7) a terça-feira. Na chegada ao Brasil, por Brasília, ele se dirigiu para São Paulo. O secretário já avisou ao presidente, aos ministros e a todos da comitiva que ele está com o Covid-19. 

Entre os integrantes da comitiva estava o senador sul-mato-grossense Nelson Trad Filho. Por meio de sua assessoria de imprensa, o parlamentar informou que está bem e não apresenta sintomas no novo coronavírus.

De acordo com o senador, na aeronave estavam, além dele: o presidente Jair Bolsonaro, a primeira dama Michelle Bolsonaro, o filho deputado Eduardo Bolsonaro, os ministros Ernesto Araújo, Augusto Heleno, Fernando Azevedo e Silva, Marcos Pontes e Bento Albuquerque e o secretário de Governo general Luís Eduardo Ramos, o senador Jorginho Mello, o deputado Daniel Freitas, o assessor especial Filipe Martins, o presidente da Embratur Gilson Machado, o secretário de Pesca Jorge Seif, o secretário de comunicação Fábio Wajangarten e o governador do Paraná Ratinho Júnior.
“Após ser informado de que o secretário Wajangarten apresentou os sintomas do coronavírus, diante da suspeita desse passageiro, o senador Nelsinho Trad vem cumprindo todos os protocolos do Ministério da Saúde. O parlamentar não apresentou nenhum sintoma do coronavírus e já realizou os exames, nesta manhã, de acordo com as orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde). Assim que o exame ficar pronto, o resultado será divulgado.”, diz nota.

Até o momento a Secretaria de Comunicação Social (Secom) não se manifestou oficialmente sobre a situação. Na quarta-feira, após as primeiras notícias sobre o fato serem divulgadas, Wajngarten usou as redes sociais para reclamar da imprensa.

“Em que pese a banda podre da imprensa já ter falado absurdos sobre a minha religião, minha família e minha empresa, agora falam da minha saúde. Mas estou bem, não precisarei de abraços do Drauzio Varella”, declarou em seu Twitter.

Após a confirmação do caso envolvendo o alto escalão da república, o governo americano teria entrado em contado com o Governo Federal para saber informações sobre Wajngarten, já que ele teve contato com o presidente norte-americano Donald Trump.

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!