Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NA ESPLANADA

Segundo dia de Carnaval teve dispersão de foliões sem confronto

No local, fim da festa ocorre por volta da meia noite
24/02/2020 09:09 - Izabela Jornada


O segundo dia do Carnaval 2020 na Esplanada Ferroviária foi mais tranquilo em comparação ao primeiro. Aproximadamente 25 mil pessoas estiveram no local e, de acordo com o Batalhão de Choque e o 1º Batalhão da Polícia Militar (PM), não foi necessário usar bombas para dispersar os foliões, informou a Guarda Municipal.

Diferente do que aconteceu na madrugada do dia 22, último sábado, em que, aproximadamente 35 mil pessoas estavam reunidas. A folia teve o primeiro dia de fechamento não muito agradável para policiais, pois foi necessário usar balas de borracha e gás lacrimogêneo para dispersar grupos de foliões.

De acordo com a guarda, a dispersão ontem (23) foi bem diferente, “tranquila”. Aproximadamente, 25 mil pessoas estiveram no local,

No primeiro dia, foliões reclamaram, por meio das redes sociais, que os policiais agiram de maneira violenta. Porém, de acordo com o Batalhão de Choque, quando as equipes policiais chegaram ao local para dispersar o público, eles foram atacados por garrafas de vidros e pedras que também atingiram viaturas.

Apesar de o segundo dia ter sido mais tranquilo, a polícia não divulgou ainda o balanço das ocorrências.

O Conselho Tutelar também não divulgou ainda o número de adolescentes que foram atendidos pelas equipes, mas adiantou que esse Carnaval está bem mais tranquilo que o de 2019. “Acho que os pais estão mais conscientes”, disse a conselheira Raquel.

Na Esplanada, a festa está prevista para acabar por volta das 23h. Já o Carnaval que também ocorre na Avenida Fernando Corrêa da Costa tem duração maior. "Saí de lá às 2h da madrugada", disse a conselheira tutelar. 

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.