Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INCOMUNICÁVEIS

Seis flagrados com sintomas da Covid-19 nas barreiras sanitárias "somem do mapa"

Pessoas não atendem telefones e tampouco respondem mensagens dos órgãos públicos
14/04/2020 12:00 - Ricardo Campos Jr


 

Seis pessoas flagradas com sintomas da Covid-19 nas barreiras sanitárias em Mato Grosso do Sul não atendem o telefone e não respondem aos contatos dos órgãos da Saúde para atualizar o quadro clínico e checar se estão cumprindo a quarentena. A Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) suspeita que elas tenham passado o número errado.

“Não temos como mandar ninguém na casa delas porque nenhuma é daqui, todas estavam em trânsito pelas rodovias”, disse ao Correio do Estado o presidente da Comissão de Controle Sanitário (CCS-MS), coronel do Corpo de Bombeiros Hugo Djan.

Algumas fazem parte do grupo de bolivianos repatriados que deram entrada no país por Corumbá.

“Em todos os casos as pessoas preenchem uma ficha e passam por avaliação. Quem apresenta sintoma é orientado a procurar atendimento (se for o caso) ou cumprir isolamento obrigatório em casa. Nesse tempo, vamos fazendo contatos. Nesses seis casos, os números dão como inexistentes, desligados ou não são atendidos”, disse Djan.

NÚMEROS
As barreiras abordaram até o momento 124.490 pessoas. Dessas, 51 foram consideradas casos suspeitos do novo coronavírus. 

Foram descartados 17 e outras 22 cumpriram a quarentena e já foram liberadas. Outras seis continuam em monitoramento. 

Nas rodovias, foram implementadas barreiras nos seguintes pontos: Posto Fiscal Ilha Grande, no Município de Mundo Novo; Posto Fiscal XV de Novembro, no Município de Bataguassu; Posto Fiscal Jupiá, no Município de Três Lagoas; Posto Fiscal Itamarati, no Município de Aparecida do Taboado; Posto Fiscal João André, no Município de Brasilândia; Posto Fiscal Ofaié, no Município de Anaurilândia; Posto Fiscal Foz do Amambai – Porto Camargo, no Município de Naviraí; Posto fiscal Selvíria, no Município de Selvíria; Posto Fiscal Alencastro, no Município de Paranaíba; Base de Fiscalização Móvel Aporé, no Município de Cassilândia; Base de Fiscalização Móvel Campo Bom, no Município de Chapadão do Sul; Posto Fiscal de Sonora, no Município de Sonora; Base de Fiscalização Móvel, no Município de Costa Rica.

As mesmas medidas foram implementadas no Aeroporto Internacional e na Central de Abastecimento do Estado (Ceasa).

 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.