Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FLEXIBILIZAÇÃO

Sem idosos e estudantes, ônibus ficarão mais vazios, diz prefeito

Prefeito disse que passageiros não poderão viajar em pé
02/04/2020 09:17 - Izabela Jornada


Decreto que está previsto para ser publicado, nesta quinta-feira (2), pelo prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), autoriza a abertura do comércio da Capital, gradativamente, a partir da próxima segunda-feira (6) e com isso, mais pessoas poderão utilizar os ônibus, porém, o prefeito declarou que os coletivos ficarão mais vazios, pois os passes livres foram todos suspensos. “Esse pessoal representa 50% dos usuários de transporte coletivo e os demais só poderá transportar de um lado para o outro pessoas sentadas, não poderão ir passageiros em pé”, explicou o prefeito.

Marcos Trad declarou também que, de cada dez pessoas que utilizam do transporte coletivo, cinco entram nos ônibus sem o devido pagamento, em razão de terem legalmente o passe livre.

Na última terça-feira (31), o prefeito flexibilizou as medidas de isolamento em prevenção ao novo coronavírus autorizando a reabertura de restaurantes, lotéricas e construção civil. Devido a essa flexibilização, o Consórcio Guaicurus, responsável pelos ônibus em Campo Grande, prometeu aumentar a frota em circulação.

No decreto que está previsto para ser publicado nesta quinta, os comércios tanto do bairro como no centro da cidade, poderão ser autorizados a abrirem. Lojas varejistas, de roupas, perfumaria, armarinhos poderão abrir a partir da próxima segunda-feira, porém será necessário atender as medidas que previnem o contágio, pois a proibição de aglomerações continuam e festas, shows não serão liberados.

Alguns estabelecimentos comerciais ainda são considerados arriscados nesse período de pandemia e por esse motivo ainda não foram liberados para reabrirem. Atividades como academias, universidades, shoppings e Camelódromo continuarão fechados até o dia 13 de abril.

Sobre o funcionamento dos ônibus em Campo Grande, uma equipe do Consórcio estará na Praça Ary Coelho para tirar dúvidas e dar orientações aos usuários.

 
 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!