Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NA BERLINDA

Moro convoca coletiva e pode anunciar demissão do cargo

Ele teria sido pego de surpresa com a exoneração do diretor-geral da PF
24/04/2020 08:42 - Da Redação


Após ter sido pego de surpresa pela exoneração do delegado Maurício Valeixo, agora ex-diretor-geral da Polícia Federal, bastidores do Ministério da Justiça são que Sérgio Moro pode deixar o cargo em breve. 

As informações são que, Moro não gostou da decisão do presidente Jair Bolsonaro e nesta sexta-feira (24) marcou coletiva de imprensa às 11h horário de Brasília para se pronunciar sobre o assunto.

 
 

A exoneração de Valeixo, no diário, aparece assinada por Moro e Bolsonaro. Mas há informações que a assinatura de Moro teria sido apenas por formalidade. 

O governo publicou que a exoneração foi “a pedido” (quando o próprio servidor público pede para sair do cargo), mas a informação é que Valeixo não pediu demissão, foi exonerado. 

A Polícia Federal é subordinada ao ministro da Justiça, e é praxe, em casos como o esse, o chefe da pasta assinar a exoneração. 

A assinatura aparecer sem o consentimento de Moro foi mais um movimento inusual que confirma que a saída de Valeixo não estava combinada com o ministro, muito menos para esta sexta.

*Com informações do G1

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!