Clique aqui e veja as últimas notícias!

DE VOLTA

Shoppings reabrirão depois de um mês fechados

Norte-Sul Plaza e Pátio Central serão os primeiros a reabrir
16/04/2020 11:56 - Daiany Albuquerque, Eduardo Miranda


Depois de mais de um mês fechados, dois shoppings de Campo Grande reabrirão nesta sexta-feira (17). Os shoppings Pátio Central e Norte-Sul Plaza tiveram seus planos de biossegurança aprovados, anunciou o prefeito da Capital, Marcos Trad (PSD) na manhã desta quinta-feira (16). Algumas academias também poderão reabrir na sexta-feira.

Os shoppings com uma série de restrições, como por exemplo, a proibição de alguns estabelecimentos, como cinemas e parques infantis. Eles estão fechados desde o dia 14 de março. No que se refere às academias, elas sofrerão limitação de capacidade, e também terão de reforçar a higiene, circulação de ar, entre outras medidas.

Ainda sobre os shoppings, somente Pátio Central e Norte-Sul Plaza entregaram planos de biossegurança ao município. Os shoppings Campo Grande e Bosque dos Ipês, ainda não entregaram seus planos. O Campo Grande, informou que trabalha em um plano de biossegurança com as autoridades municipais. Já o Bosque dos Ipês, ainda não respndeu às perguntas da equipe de reportagem. A expectativa é que estes dois shoppings entreguem seus planos nesta sexta-feira.

“Os shoppings vão funcionar com 30% a 40% da capacidade”, informou Marcos Trad, que alertou: “Nós não recomendamos vocês a saírem, mas não temos como segurá-los em suas casas. Se quiserem ir ao shopping, que vão a algum que esteja cumprindo as determinações de segurança”, finalizou.

Na última sexta-feira, a prefeitura de Campo Grande também autorizou a abertura de FoodParks, locais em que há concentração do Food Trucks. Também há restrições de circulação e regras de higiene e distanciamento. 

IGREJAS

Durante a entrevista, o prefeito Marcos Trad voltou a ser questionado sobre a abertura ou não das igrejas, e reafirmou que elas continuam fechadas. “Pela prefeitura foi determinada a abertura, acontece que o Ministério Público ingressou com ação e o Tribunal de Justiça entendeu, até agora, que eles estavam corretos, então as igrejas, por determinação judicial, continuam fechadas”.