Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

A PARTIR DESSE MÊS

Sinal da TVE Cultura chegará a cinco municípios na próxima terça-feira

No total, 22 municípios serão alcançados
07/03/2020 07:24 - Da Redação


 A interiorização do sistema digital da TVE Cultura, uma das metas do Planejamento Estratégico do Governo, vai alcançar 22 municípios de Mato Grosso do Sul. De imediato, cinco municípios, Rio Verde, Bela Vista, Miranda, Fátima do Sul e Pedro Gomes passam a receber os sinais da emissora já a partir desta próxima terça-feira(10).

O plano de expansão levará os sinais digitais  da TVE Cultura, a 4ª emissora em audiência no Estado, com a melhor programação infantil e produção regional, para 70% da população do Estado num primeiro momento e aos 79 municípios na etapa final. Assim, o maior programa de investimentos em obras da história de Mato Grosso do Sul, que está sendo lançado pelo governador Reinaldo Azambuja, além de infraestrutura e medidas de indução ao desenvolvimento, também contempla  ações na saúde, educação e cultura, com reforma de teatros e a expansão da TVE Digital. 

 “O plano de interiorização começou logo imediatamente ao processo de digitalização, concluído no primeiro mandato do governador Reinaldo Azambuja que, atendendo às reivindicações dos prefeitos e vereadores, determinou a inclusão do projeto de expansão da emissora no Planejamento Estratégico 2020-2023”, afirmou o secretário Especial de Articulação Política, Sérgio de Paula.  O projeto  de interiorização  se  iniciou ainda no primeiro governo de Reinaldo Azambuja, quando ele ocupava a chefia da Casa Civil, pasta na qual estava vinculada a Fundação Estadual Jornalista Luis Chagas de Rádio e TV Educativa (Fertel).

O diretor-presidente da Fertel, jornalista Bosco Martins, assegurou que a TVE Cultura já obteve do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações a homologação de todos os canais digitais nos municípios dentro do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T). Segundo Bosco Martins, nos municípios já estão instalados os transmissores e os abrigos dos equipamentos, seguindo as normas técnicas e de regulação. 

A implantação da TVE digital cumpre etapas. Começou por Campo Grande e Dourados, com sinais abrangendo as cidades que estão no entorno. Agora é o “start” para as estações do interior como  Bela Vista, Miranda, Rio Verde, Fátima do Sul e Pedro Gomes.

O cronograma de expansão segue com as estações de Bonito e Maracaju, na terceira etapa; Antônio João e Bodoquena, quarta etapa; Coxim, Rio Negro e São Gabriel do Oeste, na quinta etapa, Anaurilândia, Ivinhema e Glória de Dourados, sexta etapa; e, na sétima etapa, os canais de Naviraí, Iguatemi, Eldorado e Sete Quedas.

Parceria TV Assembléia

A expansão do sistema digital da TVE Cultura inclui, também, a transmissão da TV Assembléia, o que vai permitir levar à população nos quatro cantos do Estado informações sobre o processo legislativo. De acordo com a Fertel, o Governo do Estado está investindo tanto nos avanços tecnológicos quanto na qualificação e ampliação da programação e a TVE Cultura, com sua estrutura modernizada, vem estabelecendo parceria com outros canais públicos, como a TV Assembleia, disponibilizando à população a cobertura dos trabalhos parlamentares e informações do processo legislativo e de utilidade pública.

“A outorga do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações à Fertel permite que futuramente a TVE Cultura amplie a dinâmica de transmissão por meio da multiprogramação, dando condições, por exemplo, de ativar um canal de Educação a Distância e de formação continuada, o que seria um grande avanço para a política de ensino em Mato Grosso do Sul”, destacou  o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.

 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.