Cidades

COMÉRCIO

Superdescontos atraem milhares na Capital

Superdescontos atraem milhares na Capital

ADRIANA MOLINA

08/01/2011 - 00h00
Continue lendo...

Descontos que chegaram a 73% levaram milhares de consumidores a saldões realizados nesta semana, em Campo Grande. Para liquidar estoques de coleções antigas e mostruários, algumas empresas buscaram atrair clientes com produtos a preço de custo, como no caso de panelas de pressão que custavam R$ 30 e foram vendidas ontem por R$ 8.

O item foi "chamariz" para muitos outros na rede Magazine Luiza. Apenas a dona de casa Vera Ferreira levou duas, e acabou comprando outros 10 produtos da loja ao se surpreender com os preços. "O computador por R$ 949 estava muito barato, a vantagem foi grande", disse, calculando que economizou pelo menos R$ 2 mil na aquisição dos 12 itens que levou para casa.

Outros, como a dona de casa Luzinete Pereira, conseguiram resistir à tentação dos baixos preços e levaram apenas a panela anunciada. "Dá vontade de levar mais coisas, mas vim só por causa da panela e vou me segurar", comentou.

A loja ainda ofereceu TV de LCD de 32 polegadas de R$ 1.290 por R$ 890; lavadora de roupas de 11 quilos de R$ 1,2 mil por R$ 550, e notebook de 2 GB com Windows 7 de R$ 1.290 por R$ 890.

Na Casas Bahia, foi possível levar produtos novos, ainda na caixa, no mostruário ou em estoques em São Paulo, com descontos de até 70%. A loja, que continua em promoção nos próximos dias, informou que guarda-roupas de casal, por exemplo, do show room e dos catálogos, podem ser adquiridos a partir de R$ 299.

Nos supermercados, como o Walmart, ontem já não havia quase nada dos saldões que começaram semana passada nas prateleiras. Os descontos de até 40% nos eletrônicos fez vender quase tudo do mostruário, porém, o hipermercado continua com ofertas, colocando em promoção dois mil itens diariamente.

No Extra, a facilidade está na forma de pagamento. As lojas da rede oferecem parcelamento em até 8 vezes sem juros ou 18 vezes com juros no cartão da loja.

 Liquidez
Em anos anteriores, o comércio ficava cerca de dois meses em liquidação após o Ano-Novo. Em 2011, antes mesmo de janeiro completar uma semana, praticamente todas as lojas já estão com estoques antigos quase zerados. Segundo a Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul, a mudança de comportamento, hoje com liquidez tão rápida de produtos, é fruto da velocidade da informação e da melhor capitalização do consumidor.

"Antigamente janeiro era mês de troca de presentes, só depois que os saldões eram feitos. Hoje, com a melhor situação econômica do País que se refletiu na renda, e a velocidade do processo de comunicação na internet, isso foi acelerado. Tudo está mais rápido, desde a troca de coleções no vestuário até os eletrônicos e eletrodomésticos – o que impulsiona também o consumo mais veloz", explicou o economista da entidade, Thales de Campos.

Pesquisa feita pela entidade no final do ano passado apurou que pelo menos 68% dos consumidores do Estado estavam dispostos a gastar com compras neste período. Apenas 15% pensavam em poupar dinheiro e outros 17%, em pagar contas.

Interior

Acusados de matar irmãos em "tribunal do crime", pai e filha são procurados pela polícia

De acordo com as investigações, pai e filha são acusados de matar Emerson e seu irmão no último dia 4 de maio, no município de Angélica.

12/06/2024 14h15

Divulgação/ Polícia Civil

Divulgação/ Polícia Civil

Continue Lendo...

Amarildo Soares do Pinho, de 60 anos, e sua filha, Jéssica Fernanda dos Santos do Pinho, de 33, estão sendo procurados pela Polícia Civil. Eles são suspeitos de terem matado dois irmãos enquanto estes tomavam tereré em frente a uma residência no município de Angélica, a 276 quilômetros de Campo Grande.

Segundo as investigações, os fatos ocorreram no dia 4 de maio, às 22h, quando duas pessoas invadiram uma residência e efetuaram seis disparos de arma de fogo que atingiram as vítimas.

Divulgação/ Polícia Civil

Diante das informações, investigadores dos municípios de Angélica e Ivinhema realizaram diversas fiscalizações pela região, identificando os suspeitos, que seriam pai e filha. De acordo com a polícia, Amarildo e Jéssica tinham um desafeto em comum e promoveram o que se chama entre facções criminosas de "tribunal do crime", que é um julgamento interno entre grupos criminosos, visando julgar e sentenciar quem descumpre as regras.

A polícia enviou ao Ministério Público o pedido de prisão dos dois, que foi decretada pelo Poder Judiciário. Por enquanto, ambos não foram localizados e seguem foragidos.

De acordo com a polícia, o homem de 60 anos possui um mandado de prisão em aberto por crime de homicídio em Mato Grosso. 

Quem souber de alguma informação sobre o paradeiro dos procurados pode fazer denúncias anônimas por meio do Whatsapp (67) 99208-9491, garantindo-se o sigilo dos denunciantes. 


Execução 

Divulgação/ Polícia Civil

Emerson Lopes, de 33 anos, foi morto a tiros na noite de sábado (4), enquanto tomava tereré com o seu irmão, em frente de uma residência, no bairro Jardim dos Estados, em Angélica, a 276 quilômetros de Campo Grande. 

De acordo com a polícia, o atirador tinha cobertura de mais dois suspeitos, que ajudaram na fuga após a execução.  

Segundo a perícia técnica, Emerson foi atingido por vários tiros na cabeça e no tórax, morrendo no local. O irmão dele foi atingido na perna, chegou a ser socorrido e acabou morrendo no hospital. 

Até o momento não se sabe os motivos para o crime. 

 

 Assine o Correio do Estado  

TRADIÇÃO

Fieis fazem mutirão para montagem de 15 mil 'bolos' de Santo Antônio

Tradicional bolo que chegou a ter 25 metros em 2019, agora é servido distribuído em potes

12/06/2024 14h00

Catedral Nossa Senhora da Abadia produziu 15 mil potes para serem distribuídos

Catedral Nossa Senhora da Abadia produziu 15 mil potes para serem distribuídos Foto: Marcelo Victor

Continue Lendo...

A famosa entrega do bolo de Santo Antônio acontece amanhã, dia 13 de junho, na Paróquia Catedral Nossa Senhora da Abadia e Santo Antônio, em Campo Grande. Com 15 mil potes preparados e 2 mil alianças distribuídas entre eles, a tradição promete atrair muitos fiéis.

A tradição do bolo de Santo Antônio é uma celebração anual histórica em Campo Grande.

A igreja utiliza de uma receita criada há mais de duas décadas e distribui no dia do santo casamenteiro milhares de bolos de pote, que atraem fiéis de todos os cantos da cidade em busca de alianças escondidas no bolo, acreditando que encontrar uma trará sorte no amor e a bênção de um casamento próximo. 

Casada há 12 anos, Deise Helena Vieira, de 40 anos, foi uma das beneficiadas pela tradição. Em 2009, após um retiro da igreja, ela pediu a intercessão de Santo Antônio para conhecer alguém especial. 

“Eu pedi que, se fosse da vontade de Deus e pela intercessão de Santo Antônio, eu conhecesse uma pessoa, e nesse mesmo ano, em 2009, no Rio de Santo Antônio, aqui na paróquia, na nossa quermesse, eu conheci meu marido.” relatou a fiel que hoje, ajuda na produção do bolo de Santo Antônio. 

Produção e Preparação

Neste ano, a cozinha da paróquia se prepara para produzir 15 mil potes que serão distribuídos amanhã para quem comprou o convite, que está à venda na paróquia.

Cerca de 100 voluntários, divididos em três turnos, participam da produção do famoso bolo. E, para atender toda a demanda, a cozinha toma conta de cerca de 200kg de trigo, 250 kg de açúcar e mais de 5 mil ovos. 

Antigamente, o tradicional bolo era produzido para ser cortado em fatias e distribuído no local.

No entanto, o formato de bolo em pote foi adotado durante a pandemia e mantido pela praticidade e higiene, além de permitir melhor controle da quantidade.”

"Antigamente, as pessoas saíam daqui reclamando que acabava muito rápido, dava briga”, comenta Fernanda Corrêa, coordenadora da produção. 

Informações Gerais

A entrega dos bolos será amanhã, dia 13 de junho, no sistema drive thru das 06h30 às 13h, por R$ 10,00 cada. Se ainda sobrarem pedaços do bolo, eles serão disponibilizados a partir das 17h no Arraial de Santo Antônio da Prefeitura. 

Local: Paróquia/Catedral Nossa Senhora da Abadia
Entrega: 13 de junho, das 06h30 às 13h
Valor: R$10,00 por pote

Assine o Correio do Estado


 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).