Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Carros de aplicativo só com janelas abertas; mototáxi só pode fazer entrega

Em tempos de coronavírus, regras mudam para motoristas de aplicativo como o Uber, taxistas e mototaxistas
04/04/2020 13:00 - Da Redação


A Prefeitura Campo Grande publicou no Diário Oficial medidas de contenção da propagação do contágio do Covid-19. Entre elas, decretos voltados à prestação de serviços do Sistema Municipal de Mobilidade Urbana. Veículos de transportes de passageiros individuais deverão circular de janelas abertas e o motorista será responsável por higienizar maçanetas ao fim de cada corrida. Além disso, transporte de pessoas  via mototáxi estão suspensos, mas profissionais da área poderão prestar serviços de motoentrega. Motoristas de Táxi Convencionais, que possuem alvarás, estão autorizados a realizar serviços de transportes e entregas de mercadorias.  

Wilson Inácio de Oliveira trabalha como mototaxista há 10 anos na capital e se mostrou insatisfeito com as resoluções. “Quem depende do serviço não tem o que fazer, agora vou topar tudo que aparecer. Eu até não trabalharia se a prefeitura arcasse com todas as minhas dividas durante esse periodo. No meu caso eu uso luva, carrego álcool em gel, higienizo meu capacete. Se a gente não pode trabalhar também não deveriam liberar ônibus que é muito perigoso também. Taxi pode trabalhar, eu acho um pouco pesado só o mototaxisita, o risco é eminente a todo mundo, independente de categoria. O risco eu encontro em qualquer lugar, tenho risco de cair de moto, tenho risco de pegar dengue, o risco existe 24h por dia”.

O transporte coletivo continua a atender somente prestadores de serviços considerados essenciais pelo poder público, como a área da saúde, mercados, farmácias e empresas que receberam autorização da prefeitura para funcionar. Os ônibus também deverão circular de janelas abertas e serão higienizados ao fim do dia. Vendedores ambulantes de terminais de ônibus que optarem pelo isolamento no período de quarentena não serão punidos por abandono de vaga. Quem continuar as atividades devem seguir todas as orientações de higienização da Oragnização Mundial da Saúde e usar equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas.  

As medidas são em consideração ao decreto de situação de emergência  em Campo Grande, divulgada em 18 de março. Quem descumprir as normas está sujeito a responder por crimes contra a saúde pública e administração pública em geral. A viscalização ficará encarregada da Agetran.

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.