Clique aqui e veja as últimas notícias!

TEMPESTADE NO PANTANAL

Mudanças climáticas de MS chegam à região pantaneira e brigadistas são surpreendidos por tempestade de areia

Ibama Prevfogo se mostra positivo quanto ao controle dos incêndios com chegada da garoa
15/10/2020 16:25 - Brenda Machado


Uma forte tempestade de areia surpreendeu os brigadistas que atuavam na região da Serra do Amolar, na noite de terça para quarta-feira (14).

"Anoiteceu às cinco horas da tarde, era como se tivesse um tsunami de cinza, a gente mal conseguia respirar.", contou o presidente do Instituto Homem Pantaneiro (IHP), Ângelo Rabelo, que estava no local quando tudo aconteceu.

Segundo o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima do estado (CEMTEC), a tempestade é resultado do choque entre a fumaça das queimadas com as áreas de instabilidades entre a Bolívia e o Paraguai.

"Tudo se juntou, nuvem e poluição. São essas nuvens que estão contribuindo para as chuvas agora em nosso estado, inclusive.", completou a meteorologista do Centro, Franciane Rodrigues.

Ainda de acordo com Rabelo, a tempestade começou perto das 17h, desta terça-feira(13), e cessou apenas às 03h da madrugada.

Como toda a área ficou encoberta, as equipes precisaram se recolher até a visibilidade aumentar, o que atrapalhou o combate do fogo por algumas horas.

 
 
Chuva no Pantanal

Nesta quinta-feira (15), os combatentes e voluntários desempenhados no combate às queimadas registraram um momento de alívio, era a garoa chegando na região pantaneira.

A última vez que algo parecido aconteceu foi em meados de agosto, há quase dois meses.

O analista ambiental do Ibama Prevfogo, Alexandre Pereira, lembrou que mesmo sendo em pouca quantidade, a água já ajuda e muito no controle dos incêndios.

"Temos melhora e a previsão de mais chuva, anima a todos. Como já estávamos com boa parte dos incêndios controlados, a chuva que chegar será para extinguir todos os focos.", completou.

O CEMTEC informou que a chuva hoje (15) a chuva chegou em Corumbá, Passo do Lontra e na região da Fazenda Bodoquena, já na Serra do Amolar a quantidade não foi muito expressiva.

A previsão é de que o tempo permaneça nublado e as condições de precipitação melhorem ao longo das horas.

 
Voluntário feliz agradecendo a chuva no Pantanal - Divulgação / Ibama Prevfogo