Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CAOS

Tempestade em Campo Grande derruba árvores e tumultua trânsito no Centro

Carros têm retornar na contramão na Rua 26 de Agosto; há relatos de queda na 15 de Novembro
09/11/2020 13:08 - Eduardo Miranda, Rodrigo Almeida


O temporal da manhã desta segunda-feira (9), com chuva de granizo, causou estragos em várias regiões de Campo Grande. No Centro da cidade, o transito ficou caótico com a queda de pelo menos três árvores de grande porte nas principais vias da cidade.

Na região central, pelo menos dez árvores foram ao chão. A velocidade do vento chegou aos 30 km/h, conforme o Instituto Nacional de Meteorologia. Em menos de 30 minutos, o volume de chuva atingiu 10,2 milímetros. 

Houve queda de árvores nas ruas 26 de Agosto, em frente à sede do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS), no cruzamento das ruas 13 de Junho com 15 de novembro, e também na Rua Dom Aquino. Na Rua Antônio Maria Coelho, uma árvore caiu sobre um carro. O motorista estava dentro do veículo no momento do acidente. 

No caso da árvore que caiu na Rua 26 de Agosto, rota da maioria das linhas do transporte coletivo que passa pelo centro da cidade, os veículos precisaram dar meia volta. Não havia agentes de trânsito no local para organizar o fluxo. Para piorar, grande parte dos semáforos da região ficaram desligados. Houve bastante tumulto. 

Também é possível ver pontos de alagamento na cidade e enxurradas desde o começo da chuva, por volta das 12h. Há relatos de quada granizo em algumas áreas da cidade, como no Parati, na Região Central e no Tiradentes.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de tempestade para as 15h desta segunda, no entanto, a chuva chegou mais cedo. De acordo com o órgão, o alerta vai até as 15h de terça-feira (10).

 

 
 
 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.