Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Terenos tem primeiro caso, mas Dourados é principal preocupação

Apenas cinco cidades da região de Dourados são responsáveis por 42% dos casos de MS
07/06/2020 12:35 - Daiany Albuquerque


 

O município de Terenos – a 30 quilômetros de Campo Grande – registrou seu primeiro caso do novo coronavírus de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) neste domingo. A cidade tem apenas 21.806 habitantes. Entretanto, as atenções do Governo do Estado ainda está voltada para a região de Dourados, pela grande quantidade de confirmações naquelas cidades.

Dados divulgados neste domingo mostram que 64% do total de casos registrados no Estado nestas últimas 24 horas eram apenas de Dourados, que teve 78 positivos no período. Em relação ao acumulado durante toda a pandemia, Mato Grosso do Sul tem 2.253 episódios, sendo que 42% é referente apenas a cinco cidades da região de Dourados que tem os maiores acúmulos (959 casos).

Apenas Dourados já apresenta 571 confirmações, é a cidade do Estado com o maior número de casos e a sétima em relação à incidência por 100 mil habitantes. Entretanto, municípios pequenos como Douradina, a segundo em incidência de casos, também foram afetadas – a cidade tem 69 casos.

“Vemos com preocupação com esse aumento exponencial que está acontecendo e mantendo a mais de 15 dias, isso mostra uma taxa de reprodução altíssima em Mato Grosso do Sul, nós estamos muito preocupados, porque apesar do nosso apelo diário, nós estamos tendo uma adesão ao isolamento social muito ruim em Mato Grosso do Sul”, reclamou o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende.

O titular da SES lembrou que esse aumento de casos também tem resultado num aumento nas internações. Das 50 pessoas que ocupam um leito clínico ou de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Mato Grosso do Sul, 29 são de Dourados. 

“Nós estamos vendo que quase 60% dos casos de internação, tanto em leitos públicos como em leitos privados, estão na região de Dourados, mais uma vez mostrando a relação muito próxima com o aumento de casos e os casos internados. Se mantivermos esse aumento muito grande, daqui a pouco o número de leitos, tantos clínicos como o de UTIs na região deverão ser ocupados e a taxa de ocupação poderá, daqui a pouco próximo àquelas que verificamos em alguns estados brasileiros, ou seja, o colapso da nossa rede de saúde”, alertou o secretário durante live do governo para divulgação dos dados da Covid-19.

Do total de leitos ocupados no Estado, 32 são clínicos (18 públicos, 12 particulares e dois em outros estados) e outros 18 são de UTI (10 públicos e 8 privados). Até agora Mato Grosso do Sul registrou 21 mortes pela doença.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.