Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Testagem em massa auxilia no controle da Covid-19 em frigoríficos

Frigoríficos devem adotar medidas de segurança para evitar surtos de coronavírus na linha de produção
11/07/2020 14:56 - Naiane Mesquita


Durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em Mato Grosso do Sul, os frigoríficos do Estado reuniram grande parte dos primeiros surtos virais, principalmente nas cidades do interior de Mato Grosso do Sul. Como forma de conter a reincidência dos casos, algumas empresas estão realizando testagens em massa para possibilitar o retorno das atividades.

Nas cidades de Rochedo e Corguinho, as secretarias de saúde dos municípios possibilitaram a testagem em massa de 743 funcionários que trabalham direta e indiretamente nos frigoríficos Naturafrig, sendo que todos tiveram o resultado negativo, segundo a assessoria de imprensa da empresa.

O propósito da testagem é evitar casos como o noticiado em reportagem publicada no dia 29 de junho pelo Correio do Estado, que apontava a relação entre o aumento no número de casos de Covid-19 em Dourados, com o número de infectados em frigoríficos da cidade. 

Outros casos semelhantes ocorreram nas cidades de Bonito e Guia Lopes da Laguna, ambos relacionados. Na época, um funcionário da cidade turística contraiu o novo coronavírus após se encontrar com trabalhador de outra unidade do frigorífico, localizado em Guia Lopes da Laguna. 

Na época, Guia Lopes enfrentava uma alta no número de contágio que provavelmente se iniciou na linha de produção e foi impulsionado por rodas de tereré formadas pela população. Na época, a cidade precisou adotar medidas de isolamento para garantir a diminuição no número de casos, mesmo assim teve, até a última atualização da Secretaria de Estado de Saúde, 255 casos confirmados da doença e 3 óbitos.

Testagem em massa

Segundo o Comitê de Gerenciamento da Pandemia e o Ministério Público do Trabalho, as testagens em massa são a principal arma para dimensionar a real proporção do contágio dentro das empresas. No caso do frigorífico em Guia Lopes da Laguna, todos os funcionários foram testados antes de voltar ao trabalho. 

O cuidado, de acordo com o MPT, deve ser redobrado porque os funcionários de frigoríficos normalmente trabalham aglomerados nas linhas de produção.

No caso dos frigoríficos localizados em Corguinho e Rochedo, que chegaram a suspender as atividades por 15 dias de forma preventiva, o retorno será no dia 14 de julho após a adoção de uma série de medidas de segurança, que englobam não só a testagem de massa, mas uma desinfecção geral nas sedes, higienização de todos os insumos utilizados para produção, reforço no túnel de desinfecção, sanitização nos veículos que entram na unidade, disponibilização de álcool em gel, além de material de proteção para funcionários. 

 

 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!