Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Teste de coronavírus: onde e quanto custa fazer em Campo Grande

Confira lista com locais particulares que ofertam os teste na Capital, bem como informações sobre como realizá-los
10/07/2020 08:30 - Fábio Oruê


Nas últimas semanas, Mato Grosso do Sul tenta conter o avanço do coronavírus, que está cada vez mais fazendo vítimas. Com a transmissão comunitária no Estado, farmácias, laboratórios e hospitais começaram a disponibilizar testes para o vírus de forma particular, já que pelo Sistema Único de Saúde, somente as pessoas que tiveram sintomas ou contato com casos confirmados conseguem fazer o teste - além de espera de mais de um mês no agendamento da testagem.

Levantamentos feitos pela Superintendência de Orientação e Defesa do Consumidor (Procon) estadual e da Capital e pelo Correio do Estado, mostram que os preços de testes disponíveis no mercado (RT-PRC, Sorologia [IgM e IgG]  e teste rápido [IgM e IgG]) variam de R$ 139,90 e R$ 400 no Estado. Foram 15 laboratórios pesquisados, além de três hospitais e três farmácias. 

A maioria dos laboratórios de análise da Capital disponibilizam o teste RT-PCR - o padrão ouro - com preços variando entre R$ 400 e R$ 250. Já o teste rápido, que normalmente é mais barato que o PCR apresenta valores entre R$ 139,90 e R$ 350. 

Confira a lista completa com tipo de exame e preços:

LOCAISPREÇOS
LABORATÓRIOSTESTE RÁPIDOSOROLOGIART-PCR
LDB - Bio DiagnosticRS 280R$ 300R$ 400
CélulaR$ 260R$ 330 R$380
LabclinR$ 300R$ 350 R$ 345
NovalabR$ 230R$ 230R$ 290
Oswaldo CruzR$ 250-R$ 340
Sabin R$ 250R$ 300R$ 350
Ultralab R$ 160R$ 240 R$ 250
Multilab-R$ 290R$ 320
Analisa Diagnósticos R$ 360R$ 250R$ 400
DNA LabneoR$ 290 R$ 340R$ 350
Lab Saúde R$ 250R$ 250R$ 350
Labminei R$ 270R$ 300R$ 380
Ultramedical R$ 280R$ 300R$ 400
Labormed R$ 300R$ 350-
FARMÁCIASTESTE RÁPIDO
Pague Menos R$ 139,90
Attive PharmaR$ 250
Drogasil R$ 140
HOSPITAISTESTE RÁPIDOSOROLOGIART-PCR
Clínica Campo GrandeR$ 350R$ 350-
Hospital Geral El KadriR$ 350R$ 350R$ 350
ProncorR$ 270-R$ 300

TIPOS DE EXAMES

O RT-PCR é o considerado o “padrão ouro” atualmente. Esse exame deve ser feito no início da doença, quando as pessoas apresentarem os primeiros sintomas, ou seja, quando o indivíduo ainda tem grande quantidade do vírus no organismo.

O teste de sorologia e o teste rápido detectam se o paciente teve ou não contato com vírus. O teste de sorologia é feito para identificar os anticorpos em amostras de soro coletadas por punção venosa em laboratório. O teste rápido amostra de sangue é colhida por punção digital, também para identificar anticorpos.

Por isso, os laboratórios orientam que o paciente espere pelo menos duas semanas desde o início dos sintomas para fazer o teste rápido e de sorologia, para que o corpo comece a produzir os anticorpos.

 
 

PROCURA AUMENTOU 

Farmácia da Capital, visitada pelo Correio do Estado, registrou um aumento na procura pelo teste rápido nas últimas semanas. Comparação entre a última semana de junho e a anterior, mostrou que a procura aumentou 258%. O volume de resultados positivos em junho aumentou em 73% em relação a maio. 

“O números de pessoas buscando pelo teste tem impressionado. Elas nos procuram alegando a necessidade de uma resposta imediata para sanar a dúvida, se estão ou não positivos”, explicou a diretora da Attive Pharma, Flávia Buainain.

Segundo ela, em abril o número de casos positivos foi de 4%, entre o total de testados. Em maio esse número recuou para 3% e em junho atingiu 5,1%. 

O pedreiro Ismael Pereira, de 32 anos, teve contato com um colega de trabalho que testou positivo para o coronavírus  e fez o teste rápido na tarde de ontem (9). O resultado foi positivo e, segundo ele, já era esperado.

 “Eu tive febre, dor de cabeça e um pouco de tosse há uns dias atrás. Só não sei se foi eu ou meu parceiro que pegou primeiro”, disse ele ao Correio do Estado. A análise feita pela farmácia, onde Ismael fez o teste, indica que ele deve ter se infectado há cerca de 14 dias, ou seja, o vírus já está sendo combatido pelos anticorpos. Ele contou que está bem e irá cumprir o isolamento em casa. 

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, o Estado já tem 11.671 casos confirmados de coronavírus e Campo Grande é responsável por 3.812 desse número. 
Porém, 7.629 já se recuperam da Covid-19. 

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.