Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Estudante fez teste para novo coronavírus no dia seguinte à festa em casa noturna

"Não tive sintomas", diz namorada de empresário diagnosticado com o vírus, que esteve na Valley
13/03/2020 15:40 - Eduardo Miranda


Uma das pessoas que a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (Sesau) trata como suspeita de ter contraído o novo coronavírus esteve em festa de formatura na casa noturna Valley, em Campo Grande, na noite da última quarta-feira (18). Thayany Silva, conforme a Sesau, esteve na Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Leblon na quinta-feira (19), um dia depois de ter ido à casa noturna.  

Thayany é namorada do empresário Ueze Zahran Stamatis, que mora em São Paulo, e testou positivo para novo coronavírus na noite da última quinta-feira. Ele anunciou o teste em seu perfil do Instagram. A postagem causou alvoroço entre os amigos dele na capital sul-mato-grossense. Ao Correio do Estado, ele disse que não vem à cidade há mais de quarenta dias. “Faz um bom tempo que não vou a Campo Grande”.  

Thayany, por sua vez, que mora em Campo Grande, esteve com Ueze no último fim de semana, no Rio de Janeiro (RJ). O empresário não se lembra se contraiu o novo coronavírus na capital paulista ou na capital fluminense.  

“Estou aqui para ajudar (a esclarecer). Ela estava comigo no Rio. Já estou achando que não foi no Rio que eu peguei isso”, contou. “Deixei ela (Thayany no Aeroporto de Guarulhos). Ela estava de máscara e eu não”, complementou Ueze.

Thayany confirmou a ida à Valley. “Eu não ia sair se estivesse doente, com suspeita de coronavírus. Saí porque estava bem. E quando ele (Ueze) me informou do resultado, fui correndo para o hospital para prevenção. Vai que eu estou (com o vírus) e não estou apresentando sintomas?”, comentou. “Eu não estou apresentando sintomas e, quando foram apresentados os sintomas no Ueze, eu já estava em Campo Grande. Ele estava em São Paulo”, acrescentou.  

Ueze também falou sobre a ida à festa. “Eu pedi para ela não ir porque ela não sabia do meu resultado. Ela foi porque não estava sentindo nada. Foi com as amigas dela, não vi problema nenhum nisso. Queria que ela tivesse esperado, porque realmente, eu não sabia que eu estava (com o coronavírus)”, disse o empresário, que está em isolamento domiciliar.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.