Clique aqui e veja as últimas notícias!

COVID-19

TJ inicia segunda etapa para o retorno de serviços presenciais

Percentual máximo de 30% de lotação será ampliado a 60%
24/02/2021 12:18 - Rafaela Moreira


A partir de 1º de março, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) dará início à segunda etapa do retorno de serviços presenciais no Judiciário do Estado. Conforme publicado no Diário da Justiça desta quarta-feira (24), será ampliado o percentual máximo de 30% para 60% dos usuários da unidade judiciária ou administrativa por recinto de trabalho.

De acordo com a publicação, permanece garantida a autorização para realização do trabalho remoto aos magistrados, servidores e estagiários enquadrados no grupo de risco. Pelo plano de biossegurança do Tribunal, a retomada presencial será feita em três etapas. Nesta, os servidores retornam ao percentual de 60% de lotação e, na terceira e última fase, serão restabelecidos os 100%.

A medida é decorrente de deliberação do Comitê de análise das condições para o retorno gradual ao trabalho presencial, que se reuniu no dia 19 de fevereiro. 

Também foram listadas como causas da flexibilização o abrandamento da evolução da pandemia no Estado, a existência de leitos disponíveis no sistema de saúde e o início da vacinação da população, conforme informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Últimas notícias

MEDIDAS

Nesta segunda fase, permanece autorizado o sistema de rodízio diário ou semanal entre servidores, mantendo-se o expediente regular das 12 às 19 horas. Também pode ocorrer alternância entre trabalho remoto e presencial, para alternância entre trabalho remoto e presencial, mediante escala de revezamento. 

Na primeira etapa já era autorizada a realização presencial dos seguintes atos processuais:

  • Audiências envolvendo réus presos, inclusive a realização de sessões do júri; adolescentes em conflito com a lei em situação de internação; crianças e adolescentes em situação de acolhimento, além de outras medidas de caráter urgente, quando declarada a inviabilidade da realização do ato de forma integralmente virtual;
  • Sessões presenciais de julgamento no Tribunal e nas turmas recursais, envolvendo os casos previstos no inciso I deste artigo, quando inviável sua realização de forma virtual;
  • Cumprimento de mandados judiciais por servidores que não estejam em grupos de risco;
  • Perícias, entrevistas e avaliações.

Para ter acesso aos prédios Judiciário, os públicos interno e externo serão obrigatoriamente submetidos às regras de segurança, bem como aos protocolos sanitários vigentes, com o objetivo da prevenção à Covid-19.

Os públicos internos e externos serão submetidos à descontaminação de mãos, com utilização de álcool 70º e a aferição de temperatura corporal como condição de ingresso e permanência nos prédios do TJMS, sendo vedado o ingresso de pessoas sem máscaras faciais, que apresentem alteração da temperatura corporal. 

Assine o Correio do Estado