Clique aqui e veja as últimas notícias!

TOQUE DE RECOLHER

Toque de recolher está valendo normalmente em toda cidade na véspera de Natal, alerta Guarda

Cerca de 100 guardas vão realizar blitz nas sete regiões de Campo Grande
24/12/2020 15:30 - Rafaela Moreira


Com a prorrogação das medidas restritivas até o dia 05 de janeiro, a véspera de Natal deve acontecer sem visitas e com toque de recolher valendo em toda cidade, de acordo com a Guarda Municipal.

Segundo eles, cerca de 100 guardas vão atuar nas rondas e nas fiscalizações que acontecerão simultaneamente nas sete regiões da Capital. Quem for pego pode ser advertido e até mesmo ir parar na delegacia.

Últimas notícias

“Como temos um decreto em vigor, o Toque de Recolher vai acontecer normalmente, as pessoas que estiveram nas ruas de Campo Grande, serão orientadas a retornarem para suas casas. Não será permitido às pessoas estarem aglomeradas em praças, ruas ou espaços públicos”, disse a Guarda. 

A ação tem como objetivo evitar deslocamentos desnecessários e a incidência de motoristas embriagados. 

Decreto

A Prefeitura de Campo Grande prorrogou o decreto que estabelece toque de recolher das 22h às 5h até o dia 5 de janeiro. A medida tem como objetivo frear o contágio pelo novo coronavírus, que matou mais de 2 mil pessoas no estado desde o início da pandemia. 

De acordo com o decreto, o confinamento domiciliar será obrigatório no horário, "exceto para para acesso aos serviços essenciais e sua prestação, comprovando-se a necessidade ou urgência". 

Boletim

Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), nesta quinta-feira (24), véspera de Natal, Mato Grosso do Sul já contabiliza 126.583 casos confirmados de Covid-19 e 2.160 óbitos pela doença.

Nas últimas 24 horas, Mato Grosso do Sul registrou mais 30 mortes e 1.402 novos casos da doença. 

Em todo o Estado, 688 pessoas seguem internadas em leitos clínicos e de UTI para tratar complicações da Covid-19. Tanto a rede pública de saúde quanto a particular estão sobrecarregadas por causa da doença.

Ao todo, 109.215 pessoas estão recuperadas, 14.520 estão em isolamento domiciliar. 

Assine o Correio do Estado